Goleiro acredita na reabilitação da Ponte Preta contra o Vitória no Barradão

Mesmo que vença a Ponte Preta Vitória ainda não sai do Z4

O Esporte Clube Vitória sofrendo como nunca no Campeonato Brasileiro da Série B, após perder por 3 x 1 para o Londrina na rodada passada, encara no próximo sábado agora dentro do Barradão às 16h30 a Ponte Preta que também vem de derrota para o Bragantino por 2 x 1 encerrando uma seqüência de nove jogos invictos. Nesta quinta-feira, após o treinamento, o goleiro Ivan em entrevista ao site oficial da Ponte Preta, lamentou o fato de o time não ter conseguido mais uma vitória na competição, mas ponderou que a equipe vai reagir o quanto antes.

 

“Sabíamos que seria um jogo difícil. Era uma disputa de liderança provisoriamente, um campeonato de pontos corridos e fizemos um grande primeiro tempo. Até mesmo na segunda etapa, tivemos chances de ampliar e o jogo estava na nossa mão. Abaixamos o ritmo no segundo tempo e desorganizamos. Depois da expulsão era para nos acalmarmos, jogando fora de casa, contra uma grande equipe. Mas levamos de lição e o quanto mais rápido corrigirmos, vamos reagir mais cedo no campeonato”, afirma o goleiro.

Ivan pontua que acredita não ter sido falta de Tiago Real, que resultou no primeiro gol do Red Bull, e que acredita que isso desestabilizou a equipe. Águas passadas, o foco tem que ser novamente na evolução do time. “Tem muitos jogos pela frente. A equipe vem em uma crescente, estávamos invictos e não há nada de anormal perder para o líder do campeonato, na casa deles. Mas pela circunstância do jogo ficamos chateados, porque por mais que estivéssemos fora de casa, valia a liderança. Mas seguimos de cabeça erguida, novamente focados, pois temos um jogo importante fora de casa contra o Vitória e vãos tentar pontuar. Sabemos que o momento do adversário não é bom e se Deus quiser brigar pelos primeiros lugares”, enfatiza.

Ainda sobre o jogo passado, o jogador também comenta outros dois erros capitais da arbitragem. “Em casa, pela TV, vi que realmente o Roger não estava impedido. Fomos muitos prejudicados. E ainda teve o lance no final do jogo com o Roger, que foi pênalti e o juiz não deu. Mas isso não serve de desculpa para nós, pois estávamos com um a mais dentro de campo. O campeonato é longo, temos que reagir o quanto antes e vamos tentar fazer isso logo, no sábado, contra o Vitória”, avalia o goleiro, que acrescenta.

“Nosso foco é colocar a Ponte na primeira divisão e faremos de tudo para buscar esses pontos, tanto dentro como fora de casa. Claro, sempre respeitando o adversário, mas em busca do nosso objetivo, que é o acesso sempre”, ressalta Ivan, que agradece o apoio da torcida no último jogo. “Parabéns para a torcida da Ponte, que realmente compareceu. Escutar “macaca querida” é algo que nos motiva muito e estão de parabéns por isso. Eles sabem que são o nosso 12º jogador e esperamos contar com esse apoio, que é fundamental para nós”, completa.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*