Bahia empata com o Grêmio no Sul e traz decisão para a Fonte Nova

Jogo de volta será no dia 17, às 19h15, na Arena Fonte Nova

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Depois de quase 30 dias de pausa com direito a um período de descanso e outro de treinamentos intensos devido a disputa da Copa América no Brasil, o Esporte Clube Bahia voltou a atuar na noite desta quarta-feira (10), quando foi até a Arena do Grêmio, em Porto Alegre, e trouxe de lá um resultado bastante positivo ao empatar por 1 a 1 com os donos da casa, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Diante de 28.838 torcedores no estádio gremista, o Esquadrão saiu atrás no placar com gol de Everton “Cebolinha” e deixou o primeiro tempo perdendo por 1 a 0, mas buscou o empate nos minutos iniciais da etapa final com Gilberto. Juninho (titular) e Guerra (entrando no 2º tempo) estrearam pelo tricolor baiano.

 

O segundo e decisivo jogo será na próxima quarta-feira (17), às 19h15, na Arena Fonte Nova, com expectativa de grande público. Um novo empate (por qualquer placar), leva a decisão para os pênaltis. Quem vencer, obviamente, avança às semifinais para enfrentar o vencedor do confronto entre Athletico-PR e Flamengo. Antes disso, os clubes entram em campo pelo Campeonato Brasileiro que retorna no final de semana. O Tricolor Baiano encara o Santos, no sábado (13), às 19h, no estádio metropolitano de Pituaçu. Já a equipe gremista recebe o Vasco da Gama também no sábado, às 17h, na sua Arena.

Com o zagueiro Juninho de titular no lugar de Jackson, o Bahia enfrentou o Grêmio com: Douglas, Nino Paraíba (Flávio), Juninho, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore e Elton; Artur, Eric Ramires (Guerra) e Élber; Gilberto (Fernandão). Logo no início da partida, o técnico Roger Machado perdeu Nino Paraíba com uma torção no tornozelo esquerdo e teve que improvisar o volante Flávio na lateral-direita.

No primeiro tempo, era visível a estratégia do Bahia de jogar no campo de defesa e apostando nos contra-ataques rápidos, porém, não criou nenhuma chance e teve apenas uma finalização com Eric Ramires que passou rente à trave. As melhores oportunidades foram do Grêmio que inicialmente encontrou dificuldades na forte marcação do time baiano, mas quando encontrou espaço, se soltou, carimbou a trave aos 33 minutos com Jean Pierre e 4 minutos depois parou em defesa sensacional de Douglas Friedrich após cabeçada do atacante André. Mas aos 45, a defesa vacilou, Everton apareceu sozinho e foi derrubado pelo arqueiro. O artilheiro do Brasil na Copa América se encarregou da cobrança e abriu o placar para a equipe gremista aos 47 minutos.

Após ir para o intervalo perdendo por 1 a 0, o Esporte Clube Bahia voltou para o segundo tempo com a pretensão de buscar o empate e não demorou muito. Aos 3 minutos, Moisés desviou cobrança de escanteio e o oportunista Gilberto livre de marcação na segunda trave desviou para o gol vazio, empatando o embate na Arena. O técnico Roger Machado promoveu a estreia do meia Alejandro Guerra no lugar de Eric Ramires e colocou Fernandão no lugar de Gilberto. O jogo seguiu aberto e com chances dos dois lados, o Grêmio atacando e cedendo espaços para os contra-ataques do time baiano. No entanto, a partida terminou no empate por 1 a 1.

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*