Não será nenhuma surpresa se o Bahia avançar às semifinais da Copa do Brasil

Roger Machado já venceu a Copa do Brasil por 4 vezes como jogador

Foto: Felipe Oliveira / Bahia

A Copa do Brasil é um campeonato de características peculiares e que, ao longo de suas edições, trouxe resultados inesperados, onde nem sempre os times de grande investimento levam a melhor. A COPA DO BRASIL, além de ser o segundo maior título do futebol brasileiro na atualidade, na edição de 2019, segue o modelo de 2018 e que conta com os atrativos financeiros e o esportivos, além da vaga para a tão desejada “Copa Libertadores de América”.

 

O caminho do Bahia nessa competição vem sendo traçado desde a primeira rodada dessa competição no ano de 2019, sendo o único clube entre os classificados oriundo desta fase da competição a figurar entre os 8 maiores clubes do país, acompanhado por Athletico Paranaense, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Flamengo, Internacional, Grêmio e Palmeiras.

O que há de ser observado nesse contexto é que são clubes que, assim como o Bahia, figuram na primeira divisão, ou seja, são os mesmos adversários do Brasileirão. O que muda é a abordagem que deve ser dada a cada adversário, que será sabido na segunda feira dia 10/06/2019, após o sorteio.

O que quero dizer que assim como conhecemos todos os adversários das oitavas, a nenhum deles demos vida fácil em 2018, vide os jogos contra Athletico Paranaense (com toda interferência do VAR) e da eliminação amarga contra o Palmeiras no ano de 2018, do jogo do Grêmio em Porto Alegre no pênalti ‘roubadíssimo’ no fim do segundo quando íamos triunfar, onde em nesses os jogos jogamos ou igual ou melhor que o adversário e a classificação e ou o triunfo não veio por detalhes, ou seja, eles não veem o Bahia como um time qualquer.

Enfim, confiando no trabalho do Roger Machado e contando com a união do grupo que ele tem nas mãos, creio que independente do adversário que vier, é possível que o Bahia avance as semifinais, e não será nenhuma surpresa, pois coletivamente o time é sólido e sem vaidades, que, além disso, tem uma transição ao ataque rápida e letal.

Outro ponto a confiar é o “cartel” de nosso comandante, que já venceu a competição por quatro vezes enquanto jogador e têm o conhecimento da mesma como poucos. Além disso, é sem dúvida um estudioso enquanto comandante, certamente fará uma avaliação cirúrgica de quem vier pra gente passar adiante com a segurança defensiva e a precisão ofensiva e a assim consolidar o esquadrão como a potencia que é no Brasil com resultados expressivos que se deus permitir virão.

Bora Bahia Minha Porra!

Diego Campos, torcedor do Bahia e amigo do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Se for mantida a equipe, e chegando alguns reforços pontuais (quem sabe Talisca?), o Bahia pode sonhar alto. Mas há muitas incertezas, pois com a abertura da janela internacional o nosso time pode sofrer baixas, além de também ser imprevisível saber se a equipe manterá o mesmo nível de performance atual, ou até mesmo se a irá melhorar.
    É curtir o momento e sonhar.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*