Bahia prioriza contratação de zagueiro, mas prega cautela com reforços para “errar menos”

"Sem achar que o futebol é um videogame", frisou

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Uma das perguntas que mais se ouve entre os torcedores do Bahia é: “Cadê as contratações?”. E é claro, quem responde é o presidente Guilherme Bellintani, sempre questionado quanto aos reforços prometidos antes do início do Campeonato Brasileiro da Série A, principalmente um zagueiro e o tão aguardado meia-atacante. Em conversas no Twitter, o mandatário voltou a pedir cautela ao torcedor e frisou que o clube busca “errar menos do que os outros clubes para ser mais competitivo”. O dirigente também afirmou que a prioridade é reforçar a zaga, por conta das contusões que tem atrapalhado.

 

Porém, também concordou que é preciso tentar manter o elenco, que tem jogadores bem vistos no mercado, caso do meia-atacante Artur, do meia Eric Ramires, dos volantes Douglas Augusto e Gregore, e do centroavante Gilberto. Após um comentário de um torcedor dizendo que “melhor do que contratar, é não perder”, Bellintani prontamente respondeu: “Bingo”. 

“Estamos olhando a zaga como prioridade número um. Contusões estão atrapalhando bastante. Temos cinco analistas debruçados nisso [no mercado]. Uma comissão técnica idem. Um diretor de futebol que não tirou férias. Um presidente que guardou um orçamento para esse momento. Assim que for possível vai acontecer. A demora também pode ser entendida como cuidado, cautela, natural de um clube que tem que errar menos do que os outros para ser mais competitivo”, disse.

O presidente também citou as dificuldades para contratar com o mercado inflacionado. “Na vida real tem empresário especulando, jogador inflacionando pra vir, clube querendo se livrar de problema. Por isso só três ou quatro clubes de Série A contrataram nesse meio de ano. Mas com jeitinho e cuidado a gente vai chegando aos objetivos. Sem achar que o futebol é um videogame”, disse.

 

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Não sei se eles podem jogar juntos, refiro-me a Gregori e Renê Jr. Mas, que o Bahia teria o “meio campo” mais pegador do Brasil, isso não tenham dúvidas. Com essa segurança desses dois volantes, o futebol de Ramires, Carlos Alberto logo iria aparecer. Renê Jr. está praticamente encostado no Corinthians e um acerto salário meio/meio acredito não seja difícil.

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bellintani responde pergunta de torcedor sobre possível saída de volante
  2. Contratações do Bahia: Cautela não pode ser sinônimo de letargia!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*