Caso Escudero: Vitória divulga nota explicando a negociação frustrada

"O Vitória está acima de qualquer atleta", diz o clube

Após o meia Damián Escudero, agora foi a vez do Esporte Clube Vitória se manifestar através de uma nota publicada em seu site oficial para explicar as negociações frustradas com o argentino que gerou um mal estar, principalmente com as declarações fortes do jogador divulgadas na rede social, alegando ter tido muito amadorismo na hora de apresentar a proposta.

Sem atuar desde 2017 quando defendia o Vasco da Gama, o argentino inicialmente seria avaliado por 30 dias e caso fosse aprovado pela comissão técnica, assinaria um contrato de produtividade até o final do ano. Sua última partida aconteceu no dia 17 de setembro de 2017, no duelo entre o Vasco e o Corinthians. Com o encerramento das negociações, o jogador retornará à Argentina.

Escudero tem 31 anos e defendeu o Vitória por três temporadas (2013, 2014 e 2015), participando da melhor campanha do Leão na Série A chegando perto da classificação para a Libertadores. No total, foram 93 jogos pelo rubro-negro e 18 gols marcados.

Veja a nota do clube abaixo:

 

“O Esporte Clube Vitória comunica à Nação rubro-negra que as negociações com o meia Escudero foram finalizadas. O atleta não permanecerá no Clube por um desentendimento dele com os seus empresários.

Escudero chegou ao Clube no fim de fevereiro para passar por um período de 30 dias em avaliação. Por conta de uma lesão identificada no atleta, a avaliação foi prorrogada para que ele se recuperasse.

Desde a sua chegada na Toca do Leão, havia uma proposta formatada para o jogador, que demonstrou interesse e concordância. Proposta esta que se manteve de pé até o fim das negociações, com o Clube, ainda assim, flexibilizando algumas partes do acordo.

O Clube não mediu esforços para a permanência do meia e ressalta que o atleta não ficou por conta de desentendimentos entre o argentino e seus representantes.

O Vitória está acima de qualquer atleta”

VEJA A EXPLICAÇÃO DO JOGADOR ABAIXO

“Não foi dinheiro o problema e sim muito amadorismo”, desabafa Escudero

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*