Baianão terá pela 10ª vez um clube de Feira de Santana disputando a final

Bahia de Feira chega pela 2ª vez na final; Fluminense chegou 8

Foto: Bahia de Feira / Divulgação

Começa neste domingo a decisão do Campeonato Baiano, com uma final inédita, com os primeiros 90 minutos acontecendo no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, que sediou a final de 2011 com o próprio Bahia de Feira em campo. O segundo e decisivo duelo será no dia 21, na Arena Fonte Nova, quando conheceremos o campeão baiano de 2019. Bahia de Feira busca o bicampeonato na sua segunda participação em decisão, enquanto o Bahia quer sua 48ª taça para amenizar a perda da Copa do Nordeste, que era a prioridade nesse primeiro semestre.

Com duas novidades, como a utilização do árbitro de vídeo (VAR) e a possibilidade de pênaltis para definir o campeão (algo que era impossível nas edições anteriores e tirava a emoção da competição), o Campeonato Baiano terá pela 10ª vez um clube de Feira de Santana disputando uma final.

Já aconteceram 9 finais de Campeonato Baiano da Séria A com as participações de dois clubes de Feira de Santana: Fluminense e Bahia de Feira, sendo que o Touro do Sertão chegou na final 8 vezes e levou a melhor em duas (1963 e 1969) nas duas superando na final o Bahia. Já o Tremendão chega na sua segunda final e querendo manter o aproveitamento de 100% e repetir o feito de 2011. Já o Esquadrão busca levantar sua segunda taça consecutiva e a 48ª no total, maior campeão do futebol no estado.

 

Em 2011, diante do Vitória, o Bahia de Feira surpreendeu o Rubro-Negro da capital e garantiu seu único troféu de campeão baiano. No primeiro jogo, no Joia da Princesa, no dia 8 de maio, ocorreu empate por 2 a 2. Diones e Carlinhos marcaram para o Tremendão, enquanto Elkeson e Reniê fizeram os gols do Leão, com um público de 10.765 pagantes.

No Barradão, no dia 15 de maio, a decisão começou favorável para o Vitória, que fez 1 a 0, aos 15 minutos do primeiro tempo, com Geovanni. Mas, o Bahia de Feira reagiu ainda na etapa inicial e empatou com um gol de Alysson, aos 45. Na segunda etapa, aos 21 minutos, João Neto marcou o gol do título inédito do Tremendão, que sob o comando do técnico Arnaldo Lira atuou com Jair, Edson, Paulo Paraíba, Alex Alagoano e Alysson; Lau, Diones, Rogério e Bruninho; Carlinhos e João Neto.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*