Jogadores do Vitória da Conquista criticam arbitragem após empate com o Bahia de Feira

"A arbitragem prejudicou muito hoje", disse Caculé

Após sair atrás no placar, o Vitória da Conquista buscou o empate diante do Bahia de Feira no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Baiano, realizado no Estádio Lomanto Júnior. Os jogadores do Bode deixaram reclamando da arbitragem pelo gol anulado no final do segundo tempo. No bate e rebate na pequena área, o atacante Tatu empurrou para as redes, mas o bandeira marcou impedimento e invalidou o lance. Seria a virada do time conquistense.

O atacante Arthur Caculé, que marcou o gol de empate do Conquista de pênalti, foi um dos atletas que saíram na bronca e em entrevista à TV Bahia, disse que a equipe foi muito prejudicada, citando também a quantidade de faltas assinaladas para o Bahia de Feira, não utilizando o mesmo critério para o Bode.

“A arbitragem prejudicou muito hoje. Quantos lances, quantas bolas que só dava falta para o Bahia de Feira. Foi um grande, muito disputado, mas muitas faltas para o Conquista que ele não deu. Assim fica difícil. Mas foi um grande jogo, o empate não é tão bom para a gente, mas vamos lá para Feira buscar a classificação para a final”, reclamou.

 

O experiente zagueiro Silvio também reclamou da anulação do gol do Vitória da Conquista. Para ele, o lance foi legítimo e a arbitragem interferiu no resultado.

O duelo de volta será no dia 31, um domingo, às 16h, na Arena Cajueiro. Quem vencer a partida avança para a final do Baianão. Lembrando que não existe mais a vantagem para o melhor colocado na primeira fase de jogar por dois resultados iguais. sendo assim, um novo empate leva a decisão para os pênaltis.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*