Gilberto fala sobre Moisés e revela motivo da conversa com torcedores

"Vamos conversar com o Moisés", afirmou o camisa 9

Um dos líderes do elenco, o atacante Gilberto tentou amenizar o episódio envolvendo o lateral-esquerdo Moisés que irritou alguns torcedores do Bahia na noite deste domingo. Após ser vaiado e xingado por parte da torcida, o jogador retrucou e fez gestos para as arquibancadas piorando a situação. O camisa 9, que marcou o terceiro gol, foi conversar com o torcedor após a partida juntamente com o goleiro Anderson. Ele revelou o motivo da conversa.

“Fui pedir desculpa. É uma coisa normal, a gente está reconquistando nosso torcedor. Vamos conversar com o Moisés, ele é um cara centrado, muito cabeça boa, e isso acontece. Mas a gente vai solucionar isso com a nossa torcida entre nós mesmos. Porque temos consciência que eles são ótimos para gente e precisamos muito deles”, afirmou.

 

Com 13 gols em 15 jogos na temporada, Gilberto também falou sobre mais um triunfo conquistado pelo Bahia que mantém a equipe viva na busca por uma vaga nas quartas de final da Copa do Nordeste. Agora o foco é no Campeonato Baiano, já que na quarta-feira tem compromisso contra o Atlético de Alagoinhas, às 21h30, no estádio Carneirão, pela volta das semifinais do Baianão. O Esquadrão venceu por 3 a 0 na Fonte Nova e tem boa vantagem.

“A gente tem bastante méritos hoje. Saímos com um triunfo muito importante, as coisas acontecerem naturalmente. Deus vai nos abençoar no decorrer do campeonato. Nós vamos trabalhar durante a semana, temos duas decisões importantes. Que a gente dê continuidade a esse trabalho que vem sendo bem feito. Tudo que o torcedor tem pedido a gente tem tentado demonstrar dentro de campo com nossa vontade e determinação”, declarou.

“Alguns torcedores mimados falam demais”, dispara Moisés após vaias

 

Deixe seu comentário

6 Comentário

  1. A torcida do Bahia agora tem como reivindicar apos o jogo chama pra reuniao, não é xingando jogador na hora do jogo deixando os adversarios fortalecido a torcida do Bahia meia duzia foram muito inteligentes assinando o atestado de burrooos ok valeu.

  2. Eu estava na Fonte ao lado que tudo aconteceu. A torcida não pegou no pé de Moises porque ele errou um lance. Reclamou da mesma forma que faz quando Nino erra um cruzamento ou Artur erra um chute ou qualquer outro jogador. A torcida se revoltou porque Moises não gostou da reclamação da torcida e mandou ela tomar naquele lugar. Já pensou se vira moda e todo jogador que não gostar da reação do torcedor mandar a torcida tomar no “”?
    A partir dai que as vaias foram recorrentes e não pararam porque o próprio Moises ao invés de ser humilde e se desculpar com a torcida (como o artilheiro do time que nao tinha nada a ver com a situação fez) ele fazia gestos colocando a mão no ouvido provocando os torcedores.

    Por muito menos Guilherme foi embora. Quem é Moisés?
    A BAMOR apaludiu porque não viu o que aconteceu.

    • Nós vimos sim o que aconteceu!. O Moisés fez um bom jogo e não vimos motivo da torcida vaiar o jogador por isso os aplausos… “Torcedor querendo tumultuar o ambiente do clube?”

      • Não amigo. Não se trata de tumultuar o clube. Eu também não concordo em passar o jogo vaiando mas entendo o torcedor que o fez. Ninguém ali vaiou o futebol de Moisés ou o lance em questão e sim a atitude dele com a Torcida. Eu estava lá e vi que a ofensa partiu dele. A imprensa está deturpando a informação e jogando a torcida contra ela mesma.

        Sou do tempo da antiga fonte vendo o bahia jogar a Série C e nem por isso eu vaiava o time mas entendo a postura do torcedor que vaiou e exigiu respeito.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*