Bahia empresta o meia Régis ao Corinthians após pedido de Fábio Carille

Jogador não estava nos planos do técnico Enderson Moreira

Após ter seu retorno descartado pelo Bahia, o meia Régis já tem seu futuro definido. O jogador, de 26 anos, foi emprestado até o final da temporada ao Corinthians após pedido do técnico Fábio Carille, com quem iria trabalhar no Al-Wheda, da Arábia Saudita, porém, não conseguiu o registro e deixou o clube árabe, voltando ao Esquadrão, mas não estava nos planos do técnico Enderson Moreira.

O contrato de Régis com o Tricolor Baiano tem duração de mais dois anos. Segundo a diretoria do clube paulista, ele ainda depende de avaliações médicas de praxe para ser anunciado como 12º reforço para a temporada. Ele chega ao Corinthians para brigar por vaga com Jadson, Sornoza, Mateus Vital e Ángelo Araos.

Em entrevista recente ao “Podcast 45”, Enderson Moreira alegou estar bem servido no setor e ter o espaço restrito para o atleta. No elenco atual, o treinador conta com Guilherme, Ramires e Shaylon, porém, Guilherme até agora não mostrou para que veio. O treinador frisou que apesar de Régis ser um grande jogador, a saída foi uma opção dele e que “de alguma forma, terá que arcar com as consequências e busca o seu caminho”.



“Tivemos um menino (Ramires) que chegou e tomou conta daquele espaço, agora a gente fez algumas aquisições, e estamos muito feliz. O espaço está muito restrito com um tipo de contratação nesse sentido. Foi uma opção dele e ele tem que, de alguma fora, arcar com as consequências, buscar o seu caminho. É um grande jogador, mas no momento, pra gente, estamos bem servidos ali”, disse o treinador.

Em 117 partidas pelo Esquadrão, Régis marcou 23 gols. Ele chegou ao Bahia em 2016, emprestado pelo Sport-PE, após passagem apagada pelo Palmeiras. Na primeira temporada pelo tricolor, marcou 4 gols em 26 jogos. Em 2017, deslanchou e foi peça importante na conquista da Copa do Nordeste, marcando 13 gols em 49 jogos no ano. Acabou sendo envolvido na negociação pelo goleiro Jean e ficou em definitivo no Tricolor. Em 2018, manteve as boas atuações, atuando 43 vezes e marcando 6 gols, atraindo a atenção do Al-Wehda que pagou para ter o jogador por empréstimo.

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Olha a várzea, Régis tem lugar nesse time titular fácil fácil, que bela punição em! Emprestar o jogador q tem capacidade de ser titular por picuinhas, o cara fez o mesmo q o Enderson quando deixou o América, agora seu presidente vcs n puniram o jogador vcs estão punido o EC Bahia, e ajudando por cortesia um time quebrado q será um concorrente provavelmente até direto no campeonato Brasileiro, vendo os jogos e principalmente o de hoje eu pergunto aqueles q n gosta quando fazemos criticas, vão continuar batendo palmas tbm por essa burrada?

  2. Esse Enderson é retardado! Não quis Régis que o Corinthians, com o time que tem, quer! Mas quis Guilherme, bichado, que o Corinthians não quer! Pífio treinador de série B.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*