Bellintani sobre Fernandão: “Se jorrar petróleo na Cidade Tricolor, a gente traz”

"Quando for possível, a gente traz”, finalizou o presidente

Guilherme Bellintani, presidente do Bahia.
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Pelo visto o sonho do torcedor de ver Fernandão mais uma vez vestindo a camisa tricolor será adiado. Tanto o presidente Guilherme Bellintani, quanto o diretor de futebol Diego Cerri, confirmam o desejo de contar com o atacante e também do atleta de retornar ao clube, no entanto, existe um enorme obstáculo financeiro que deve impedir o retorno do ídolo ao Fazendão no atual momento.

Em entrevista ao portal Metro1, Bellintani brincou com o valor do passe do centroavante, afirmando que deixou dez pessoas de plantão na Cidade Tricolor e, se jorrar petróleo, traz o camisa 9 que atualmente defende o Al-Wehda, da Arábia Saudita, onde disputou apenas 14 jogos (9 como titular) e marcou dois gols, e tem contrato até junho de 2020.

“Deixei 10 pessoas de plantão na Cidade Tricolor. Se jorrar petróleo, a gente traz. Só assim, mas vai que jorra. Não vou mentir, é um jogador que o clube tem o desejo de trazer e a torcida também. Ele também já manifestou a vontade. Mas a gente sempre barra no obstáculo financeiro, ainda mais do local que o Fernandão tá vinculado hoje. Se eu disser que a gente não faz contato, é mentira. A gente tem realmente interesse no Fernandão, nos outros anos também tive. A gente trabalha para superar esses obstáculos e cravar um retorno. É um ídolo e um cara que tem muito carinho pelo clube. Quando for possível, a gente traz”, disse.



Fernandão defendeu o Bahia em 2013, emprestado pelo Atlético-PR, com uma passagem rápida de pouco menos de um ano. Chegou em abril e logo caiu nas graças da torcida com gols e muita vontade dentro de campo. No total, foram 41 partidas e 18 gols, 15 deles no Brasileiro da Série A em que esteve em campo 34 vezes. Naquela temporada, o Tricolor terminou na 12ª colocação com 48 pontos. O atleta sempre publica fotos e vídeos no seu Instagram acompanhando jogos do tricolor, além de ir à Fonte Nova quando está de férias. No Al-Wehda.

Diretor do Bahia admite interesse em Fernandão, mas cita obstáculo

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*