Meia do Vitória comenta favoritismo do Bahia e diz que comeria até grama para vencer

"a gente sabe que clássico é definido nos detalhes"

Foto: Maurícia da Matta / ECV

Em situações distintas na tabela de classificação, Vitória e Bahia se enfrentam no próximo domingo, no 2° clássico BA-VI do Brasileirão, agendado para iniciar às 16h no horário de Salvador, no estádio do Barradão. O Leão é o 17º colocado com 34 pontos, enquanto o Tricolor é o 11º com 40. No dérbi pelo 1° turno, na Fonte Nova, o Rubro-Negro foi goleado por 4 a 1.

O meia Yago, que pode ser um dos personagens do BA-VI deste domingo no Barradão, concedeu entrevista nesta quinta-feira e comentou a declaração do presidente do Vitória, Ricardo David, de que o Bahia é o favorito para vencer o clássico. O jogador entende a fala do mandatário, no entanto, frisou que clássico é decidido nos detalhes e que o time rubro-negro está focado nisso.

“O presidente falou isso, porque é notório que o Bahia vive uma situação melhor, até na parte da tabela. Se formos olhar isso, a gente vê a equipe deles mais confiante, estão acima da tabela, a gente está na zona de rebaixamento, pressão é maior, ter que correr mais. Então acho que foi isso que o levou a dar essa declaração. Mas a gente sabe que clássico é definido nos detalhes. Estamos focados nisso”, disse.

Questionado se comeria grama para vencer o Bahia, o meia não exitou e afirmou que o time precisa ter garra e determinação diferentes.

“Sem dúvida. Até porque sempre nosso próximo jogo é o mais importante, para tentar apagar algo negativo que se fez, sequência negativa, ainda mais se tratando de um Ba-Vi. Então vale o dobro. Certeza que uma atitude diferente, uma garra diferente, uma determinação diferente, essa mudança de ambiente dentro de campo, a torcida vai nos empurrar cada vez mais para conseguir a vitória. Na verdade esse é só um ingrediente que torna o jogo mais especial. Se for reparar, cada detalhe é importante. Temos que focar no jogo, esquecer o que passou”, disse.



Sobre a pressão do torcedor num momento difícil que atravessa o clube, o meia destacou que para ter o apoio da torcida é preciso a equipe mostrar raça e determinação.

“Sempre falo que é difícil falar, porque o que conta mesmo são as atitudes. Chega o momento que quanto menos falar, melhor. Acho que temos que colocar dentro de campo, desde o primeiro minuto, a vontade, a raça, determinação. Assim vamos chamar a torcida para incentivar. É isso. Tem que falar menos e correr mais, jogar mais, brigar mais. Isso que o torcedor espera nesse momento”, declarou.

No primeiro BA-VI do Campeonato Brasileiro, na Arena Fonte Nova, o Vitória foi goleado por 4 x 1 para o Bahia. Para Yago, o que passou, passou, e muitas coisas mudaram desde o último clássico, acredita o atleta.

“Muitas coisas mudaram depois do último Ba-Vi, na Fonte Nova. Cada Ba-Vi é um jogo diferente. Clássico é definido em detalhes. Em alguns, você está bem no jogo, vacila em determinada situação e acaba se complicando. A gente está bem concentrado em relação aos detalhes, para não errar, como erramos. É um jogo que vai decidir nosso futuro no campeonato. Se conseguirmos uma vitória em um jogo especial como esse, melhora a confiança, o astral, então tenho certeza que a galera está animada para esse jogo”, finalizou.

Vitória com dúvida no ataque para o BA-VI. Veja a provável escalação

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*