Artilheiro da Série B, atacante diz sentir muito ter desapontado no Vitória

Dagoberto passou pelo Vitória em 2016

Foto: Gustavo Oliveira

O atacante Dagoberto chegou no Vitória em 2016 com status de “estrela” e carregando no currículo cinco títulos de Campeonato Brasileiro, criando uma enorme expectativa no torcedor que viu a diretoria trazer naquela época outros nomes renomados para compor o elenco. No final das contas, nenhum vingou e entre as decepções estava Dagoberto que deixou o Leão após disputar 20 partidas e não marcar nenhum gol. Em 2017, foi jogar no San Francisco Deltas, dos Estados Unidos, e por lá também não teve destaque.

Aos 35 anos, retornou ao Brasil em 2018 para defender o Londrina, onde finalmente reencontrou o seu bom futebol e aparece como um dos destaques no Campeonato Brasileiro da Série B e com uma média de gols impressionante. Em 17 jogos, anotou 16 gols e divide a liderança com Lucão, do Goiás. Mas a artilharia é segundo plano para o jogador que mira a conquista da vaga para Série A que, segundo ele, será como conquistar o sexto título brasileiro. Dagol é pentacampeão brasileiro com Atlético-PR, São Paulo (2) e Cruzeiro (2).

“Não tenho dúvida, o acesso do Londrina na Série B seria um sexto título nacional para mim. Concretizar um trabalho árduo, duvidoso, porque muita gente olha para você e coloca dúvidas. Seria o sexto título, com certeza. Por tudo que está simbolizando isso, eu acho que dá um enredo muito bom. Estamos buscando com todas as nossas forças, com o torcedor, com as pessoas que gostam de um bom futebol”, completou.

Dagoberto também falou sobre suas passagens apagadas por Vasco e Vitória. Ele disse sentir muito por não ter desapontado o torcedor dos dois clubes, mas destacou que a passagem pelo Leão foi até “legal”.

“Com certeza (é um recomeço). Ao torcedor vascaíno, do Vitória, eu sinto muito por não estar saudável (naquele momento) como estou hoje. No Vitória eu até fiz 20 jogos, fui bem, não consegui transformar em gols a minha sequência, mas foi uma passagem até legal, no Vasco também. Sofri muito com coisas que não me deixavam saudável. Hoje estou feliz, saudável, fazendo o que eu mais sei, que é estar dentro de campo podendo ajudar de alguma forma”, comentou.

O atacante chegou ao Londrina em abril deste ano e após seis meses sem jogar estreou marcando o único gol da partida 40 segundos depois de entrar em campo no segundo tempo. No entanto, sofreu uma lesão muscular naquele jogo e ficou parado por mais três meses voltando na 15ª rodada do campeonato. Desde então balançou as redes mais 15 vezes em 16 partidas.



Meia do Vitória comenta favoritismo do Bahia e diz que comeria até grama para vencer

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*