Administradora do Mineirão se oferece para sediar River Plate e Boca Juniors

no entanto, a chance da oferta ser aceita são reduzidas

A partida final da Copa Libertadores da América, entre River Plate e Boca Juniors, segue sem definição de quando e onde será disputada após os graves acontecimentos do último sábado, quando a delegação do Boca foi recebida com pedrada ao chegar no estádio Monumental de Núñez. Existe certa expectativa que o jogo aconteça no dia 8 de dezembro, mas onde está completamente incerto. Diversas cidades da Argentina já manifestaram o desejo de sediar o jogo pelo apelo já que se trata de dois gigantes do futebol mundial.

Uma oferta que certamente não irá prosperar foi feita pela Minas Gerais administradora do Mineirão. O consórcio encaminhou um ofício à Conmebol com uma proposta para sediar a decisão envolvendo os argentinos. A situação será discutida entre dirigentes da Conmebol nesta terça-feira, no entanto, a chance da oferta ser aceita são reduzidas ainda que na proposta à Minas Arena abra mão de qualquer tipo de pagamento pelo aluguel do equipamento.

Outra cidade interessada para sediar o jogo é cidade de Gênova, na Itália; Através de uma carta escrita pelo secretário de Esportes de Gênova, Stephen Anzalone, os presidentes do River Plate, Rodolfo D´Onofrio, do Boca Juniors, Daniel Angelici, foram convidados para retornar às suas origens e disputar a decisão no Estádio Luigi di Ferraris.



Com venda de Zé Rafael, Bahia deve ter jogadores do Palmeiras em 2019

Autor(a)

Deixe seu comentário