Trio de arbitragem do jogo Internacional x Vitória é rebaixado pela CBF

Foram "punidos" trios de arbitragem de três jogos

Foto: Luiz Munhoz / Estadão Conteúdo

A 27ª rodada do Campeonato Braisleiro ficou marcada pelos inúmeros erros de arbitragem, um deles no duelo entre Internacional e Vitória, que terminou com triunfo colorado beneficiado pelo pênalti grotesco assinalado pelo árbitro Sávio Pereira Sampaio. Nesta segunda-feira, a CBF comunicou que os trios de arbitragem envolvidos em três jogos com pênaltis polêmicos na rodada serão “rebaixados” – Além de Inter x Vitória, Palmeiras x Cruzeiro e Santos x Atlético-PR.

Segundo o Coronel Marinho, chefe de arbitragem da entidade, eles passarão por um período “de reavaliação” na Série B.

“Eu não gosto da palavra punição. Eu risco do meu dicionário. Existe um trabalho de melhoria do árbitro. Isso é feito com os árbitros e com os assistentes. Então existem outras competições para que eles possam estar atuando novamente, para que possamos estar reavaliando se é caso de voltar ou não para a Série A, que é a competição mais importante aqui e de uma exposição muito grande. Você vai numa outra competição analisar e esse é o nosso trabalho com os assistentes e com os árbitros. Vamos passar correções para eles, o Dewson (Freitas), o Caio (Vieira) , o Sávio (Sampaio), e para a equipe deles, pois é um trabalho em equipe que falhou. Ele serão reavaliados e, se estiverem bem, voltam, se não, vão continuar lá”, disse ele em entrevista ao Redação SporTV.

Veja abaixo os trios suspensos:



O trio de Palmeiras x Cruzeiro:
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Hélcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)

O trio de Internacional x Vitória:
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Ciro Chaban Junqueira (DF)

O trio de Santos x Atlético-PR:
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN)

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*