Bahia precisa jogar com organização e inteligência contra o São Paulo

O Esquadrão precisa evoluir muito e se manter vivo até a 28ª rodada

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Não vai ser fácil esta partida contra o São Paulo, pois o mais provável é que o Bahia volte a atuar completamente retraído, contra um sistema ofensivo muito forte, do time paulista. O mais irritante é que quando o Bahia recupera a posse de bola, não sai de forma organizada para o ataque, “rifando” a bola, o que reduz as chances de triunfo, e aumentando o volume de jogo adversário.

Além disso, quando o time baiano coloca a bola no chão e ataca, geralmente cria boas chances de gol, dada a qualidade de seus atletas, não havendo motivos para sermos tão pouco inteligentes durante as partidas, pois o fato de adotarmos uma postura defensiva, não quer dizer que devamos abdicar de jogar.

O Bahia precisa evoluir muito. Precisamos nos manter vivos até a 28ª rodada, para então, engatarmos uma sequência de triunfos, e escalarmos para melhores patamares na tabela. Lembro que até a quinta rodada do primeiro turno, tínhamos 5 pontos, e hoje, às vésperas da quinta partida do returno, temos ainda 3. Precisamos repetir, ou ampliar a nossa pontuação da primeira etapa do campeonato, se ambicionamos uma participação melhor que a do ano passado.



Para tal, retornaria com Vinícius, para cadenciar a partida, não colocaria Edigar, nem Marco Antônio, que não estão bem. Sendo assim, iniciaria a partida com um meio formado por Gregore, Elton (ou Flávio), Ramires e Vinícius (para cadenciar o jogo, e sair de maneira organizada). Na frente, escalaria Zé Rafael (atuando mais avançado) e Gilberto.

No segundo tempo, soltando o time, sacando o atleta mais desgastado do meio campo e entraria com Clayton, soltando mais o time e buscando explorar os espaços propiciados pelo tricolor paulista.

Ramon Santos, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário