Vitória enfrenta o América-MG para emplacar 2º triunfo e embalar na Série A

"Jogo para 1×0 perigoso, tenso e com altas doses de marasmo.."

Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória

Depois de bater o Atlético-MG no domingo passado, o Vitória encara outro time lá das Minas Gerais, desta vez é o Coelho, o simpático América-MG, que por sua vez está oscilando entre 9º e 11º colocado no Brasileirão, mostrando que não está no Brasileirão apenas para brigar contra o rebaixamento. Depois da chegada do técnico Adílson Batista, o Coelho melhorou ainda mais, tendo atuações e resultados sólidos, o que faz todo o stakeholder rubro-negro tirar a pecha que vai ser um jogo fácil e com cheiro de goleada! Longe disso! Vai ser duro vencer o América, talvez seja até mais difícil que o conterrâneo mais famoso que enfrentamos na rodada passada (Atlético-MG).

Para este jogo de amanhã, às 16h no Barradão, o técnico Paulo César Carpegiani deve repetir a mesma formação do domingo passado. Apesar de tudo indicar que o time rubro-negro não sofrerá mudanças, Carpegiani chegou a treinar o time com Bryan na lateral esquerda e Lucas Fernandes de titular, no lugar de Rhayner. Vale ressaltar também que nesta semana, os meninos da base Ronaldo, Lucas Ribeiro e Léo Ceará tiveram seus contratos renovados, os dois primeiros até o fim de 2021 e Léo Ceará até dezembro de 2020.

Já a equipe adversária está em 9º lugar com 26 pontos e tem como principais peças o goleiro João Ricardo, que há três temporadas vem mostrando ser um ótimo arqueiro e que impressionantemente ainda está no América; tem também o lateral esquerdo Carlinhos, que é bem ofensivo, o meia Gerson Magrão e os atacantes Luan e Rafael Moura que já passaram por grandes clubes como Cruzeiro, Palmeiras e Corinthians, respectivamente.



O forte do time mineiro é a sua solidez tática, forte poder de marcação e contra ataques perigosos, através de seus laterais, além de contar com alguns bons jogadores para cobrança de faltas e escanteios como Norberto, Gerson Magrão e Marquinhos (ele mesmo, cria da base e que surgiu aqui em 2008). Entretanto, apesar de ter estes pontos fortes, o América tem suas limitações de ordem técnica e tática, não é um bom visitante na competição (o 10º melhor visitante) e tem uma zaga bragueira, principalmente através do zagueiro Matheus Ferraz e da limitação defensiva de seus laterais, sobretudo o de Norberto, que passou por aqui.

Em suma, é um bom jogo para o Vitória somar mais três pontos e seguir fugindo do Z4 e começar a mirar algo mais nobre como chegar no G10-G12 e tentar a vaga para a Copa Sul-Americana de 2019. Acredito que o jogo deste sábado será mais um triunfo por um gol de diferença (1×0 ou 2×1), acima disso só se voltarmos a ser aquele Vitória dos anos 90 e início dos anos 2000 e que está a cada temporada num passado mais distante. Para se ter uma ideia até a última boa participação em Série A (em 2013) já faz cinco anos!

Portanto, torcedor, você que vai ao estádio amanhã, não espere 2×0 ou mais e se conforme com aquele 1×0 ou 2×1 perigoso, tenso e com altas doses de marasmo. O importante é vencer, somar mais três pontos e se afastar cada vez da zona problemática.

Fábio Monteiro, parceiro do Futebol Bahiano e administrador do Blog Casa Rubro-Negra.

Deixe seu comentário