Técnico de adversário do Vitória garante que o clube vai brigar forte para não cair

O Esporte Clube Vitória reestréia no Campeonato Brasileiro da Série A enfrentando o Paraná Clube. O time paranaense é décimo oitavo colocado da Série A, com 10 pontos conquistados em 12 jogos. Dois pontos abaixo da dupla Bahia e Vitória. As dificuldades do Paraná Clube em seu retorno à elite do futebol eram completamente previsíveis. Tricolor do Paraná tem o menor orçamento de todos os clubes inserido na primeira divisão.

Não é por acaso que no ano passado os times com menor orçamento no Brasileirão eram Atlético-GO (R$ 1,4 milhão) e Avaí (R$ 1,5 milhão), que acabaram sendo rebaixados à Série B.



O time começou mal permanecendo por várias rodadas na zona de rebaixamento e na última posição. No entanto, teve uma reação e subiu duas posições, conseguindo duas vitórias, uma delas em cima do Bahia, um empate e duas derrotas nas últimas quatro partidas

Esperando uma nova postura da equipe no retorno à competição, o técnico Rogério Micale garantiu que o elenco vem aprendendo com os momentos difíceis que está passando para se recuperar o quanto antes.

“Realmente é ruim, nenhum clube quer estar naquela zona, mas a gente sempre tem que ver o lado positivo. Nós estamos ganhando uma casca e estamos trabalhando para que isso seja revertido. Vivemos 11 rodadas das 12 na zona de rebaixamento e dentro dela demonstramos um crescimento. Éramos últimos, conseguimos passar um adversário e depois outro. E tudo isso vai nos fortalecendo”, explicou o comandante.

“A gente sabe que nossa luta vai ser intensa. Não podemos deixar ninguém desgarrar ali da saída. Até porque na reta final se a gente mantiver um padrão e entrar na zona de rebaixamento, outras equipes que não estão habituadas com a situação entram ali e não conseguem sair. Enquanto o Paraná se tornou um clube ’cascudo’, sabendo passar pelo momento difícil. Vamos tentar sair dali para não sair mais‘ finalizou ele.

Deixe seu comentário