Sócios voltam à cobrar melhores resultados no futebol do Bahia

Grupos organizados de torcedores do Bahia seguem se movimentando tentando brecar o paradeiro no departamento de futebol do Bahia e cobrando melhores resultados. Ontem, por exemplo, o Grupo intitulado, Integração Tricolor (GRITO)em carta publica protestou pelo fracasso da Copa do Nordeste e, sobretudo pela contratação do Enderson Moreira além de afirmar que a gestão de Guilherme Bellintani é presa na inércia e no discurso vazio, aliás, algo que concordo perfeitamente.

Já nesta quarta-feira, uma nova manifestação, agora o grupo Nova Ordem Tricolor que hoje à tarde foi ao Fazendão e se reuniu com a diretoria do Esporte Clube Bahia, nas figuras de Guilherme Bellintani e Vitor Ferraz, para ter maiores esclarecimentos sobre os últimos resultados da equipe, além de oferecer sugestões que possam colaborar com o progresso da agremiação durante este ano.

Vias distintas foram tomadas, mas ambos os grupos estão unidos em uma queixa só, o futebol do Esporte Clube Bahia e a falta de contratação. No recesso da Copa do Mundo, por exemplo, clubes de melhor posicionamento na tabela de classificação buscaram ajustes no elenco, reforçando aqui e ali enquanto o BAHIA atolado na zona de rebaixamento simplesmente não aproveitou o período livre, até porque, a atual direção acredita que o time é suficiente e devemos creditar os maus resultados, o fim da fila na tabela de classificação aos ventos que não estão colaborando para a bola não entrar.

Veja a nota



“Como é do conhecimento de todos, a NOT apoiou a chapa composta por Bellintani e Vitor nas últimas eleições, pois seus membros entendem que os dois reúnem as habilidades necessárias para fortalecer o processo de reafirmação do Tricolor no cenário nacional, tanto no âmbito administrativo quanto no futebolístico.

O grupo encara com satisfação os avanços ocorridos no Bahia durante os últimos oito meses, como, por exemplo, o crescimento do quadro de sócios, as mudanças estruturais e gerenciais e o difícil equilíbrio financeiro. Apesar dos avanços na gestão executiva, acreditamos que não é o suficiente. O futebol apresentado recentemente pela equipe, hoje comandada pelo treinador Enderson Moreira, está aquém do esperado por todos nós, causando um certo desconforto em uma parte considerável da torcida. Diante disso, a NOT aponta a necessidade de novas contratações para qualificar ainda mais o elenco, com o intuito de conquistar os objetivos que a torcida almeja.

Nesse sentido, a reunião serviu para a Nova Ordem cobrar respostas sobre os seguintes temas: a passividade no mercado durante a Copa do Mundo, os trabalhos de prevenção e reabilitação de lesões, o tamanho dos malefícios financeiro e esportivo com a derrota na final Copa do Nordeste, além de propor medidas de cunho motivacional e psicológico para aumentar o desempenho dentro de campo nas competições que ainda ocorrerão durante o ano.

A Nova Ordem Tricolor agradece a disponibilidade da diretoria, pois defende que o encontro era o meio mais adequado, justo e eficiente para manter o diálogo em busca de soluções.

Reforçamos que confiamos no projeto que está sendo desenvolvido, salientando que jamais nos furtaremos de apontar eventuais falhas e, principalmente, indicar soluções para o crescimento do clube. Nós acreditamos que as críticas devem ser seguidas de sugestões visando, única e exclusivamente, colocar #OBahiaEmPrimeiroLugar.

Atenciosamente,

Nova Ordem Tricolor”

 

Em carta, Grupo de sócios do Bahia pede demissão de Enderson e dirigentes

Deixe seu comentário