Triste: Bahia, Vitória e Ceará juntos, quase não dá um Flamengo!

Apesar de toda fé e até torcida a favor, afinal se trata de um clube da nossa região, o Ceará, adversário do Bahia nas semifinais da Copa do Nordeste, decepciona no seu esperado retorno à elite do futebol nacional. Todos sabiam das dificuldades, no entanto, o nível é bem acima do imaginado. A campanha chega a ser histórica, porém de forma negativa pelo recorde: o pior início de Brasileirão na era dos pontos corridos. Nunca ninguém perdeu tanto em tão pouco tempo como o vovó centenário.

Desde 2003, em que a competição passou a ser disputada neste formato, nenhum time ficou os 12 primeiros jogos sem vencer. Ainda para agravar o quadro, vale lembrar que o Ceará agora pela Copa do Nordeste se classificou diante do CRB com dois empates. Somando Campeonato Brasileiro e Nordestão, são 14 partidas sem nenhuma vitória.

As dificuldades dos clubes no nordeste no brasileiro da Série A, também são históricas, este a ano, por exemplo, o líder Flamengo já contabilizou 27 pontos, enquanto a soma de três dos quatro clubes do Nordeste, todos tradicionais, digo: Bahia, Vitória e Ceará somaram juntos apenas 29 pontos. Não recordo qualquer clube da nossa região com uma permanência ou uma sequência de 5 anos sem antes sofrer uma queda.



Creio, apenas creio, sem apostar, que somente o Sport e Bahia foram os dois clubes nordestinos com a maior seqüência na elite do futebol brasileiro, me refiro, é claro, desde a implantação dos pontos corridos na competição. 4 anos. O Sport-PE este ano é o ponto fora da curva, no entanto, o demais, estão juntos, agarrados, talvez pedido bênção a Padre Cícero.

É verdade que nas últimas rodada o Ceará melhorou com a chegada do já folclórico técnico Lisca. Endureceu contra o Palmeiras ( do nosso amigo Felipe Costa) e ontem à noite foi castigado ao levar uma virada do Atlético-MG no final do jogo. Um pecado. O triunfo seria fundamental para saúde do time Cearense.

Já o Bahia deu sinais que pode se recuperar pelo bom futebol praticado contra o Corinthians, no entanto, o clube pode continuar no atraso pela já tradicional LERDEZA em contratar um técnico. Já o Esporte Clube Vitória, palestrante na arte de sofrer em Brasileiros da Série A, considerando os últimos dois anos segue mantendo a tradição e não é preciso de uma ultrassonografia para se certificar que pode perder estatura no final do ano.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*