Suíço não vê falta no gol de empate e sim falha da defesa do Brasil

O zagueiro suíço Zuber fez falta ou não fez, empurrou ou não empurrou o zagueiro Miranda? Seria necessário recorrer ou não ao árbitro de vídeo, o chamado VAR como pediu o narrador Galvão Bueno? Tudo isto no gol de empate da Suíça na estréia do Brasil na Copa do Mundo da Rússia bem constelado pelos jogadores e membros da comissão técnica da Seleção Brasileira

Para o técnico suíço Vladimir Petkovic, essas respostas foram simples: segundo ele, o que houve de fato foi um grande erro de posicionamento da defesa da Seleção Brasileira que permitiu o cabeceio livre do seu atacante, portanto, não houve qualquer irregularidade no lance.

“Temos o VAR, e o VAR deve oferecer as respostas. Eu vi nosso gol, dei uma olhada no lance e foi normal. Um gol em que você tenta criar espaços para procurar oportunidade”



“A defesa dos adversários não estava bem posicionada. Não vi falta”, opina, alegando que a existência do árbitro assistente de vídeo existe para este tipo de lance, e assim “fica claro” não ter havido erro de arbitragem.

No entanto, Vladimir Petkovic admite que a Suíça não foi a melhor em campo, mas valoriza o resultado da estreia no grupo E do Mundial – a Sérvia venceu a Costa Rica por 1 a 0 na outra partida.

“O adversário estava melhor e teve mais oportunidades de gol, mas estou orgulhoso da minha equipe pela forma que se apresentou. Não desistimos; lutaram os 90 minutos. Quando conseguimos avançar um pouco mais, fomos bem”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*