Justiça nega mandado e Gustavo Scarpa continua sem poder atuar

A situação do jogador Gustavo Scarpa que pertencia ao Fluminense, hoje tentando defender o Palmeiras, segue ainda indefinida. Nesta quinta-feira (7), o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) julgou e negou em segunda instância o mandado de segurança no qual o jogador pedia sua liberação do Fluminense para atuar no Palmeiras.

Por 8 votos a 3, a Justiça entendeu que deve-se aguardar o mérito da decisão final em primeira instância, da juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do RJ, que ainda não aconteceu. O processo corre em segredo de Justiça e não tem um prazo pré-definido, de acordo as informações do site UOL.



Scarpa fechou com o Palmeiras no começo do ano graças a uma liminar que havia rescindido seu contrato com o Fluminense. O jogador alega no processo ter mais de R$ 9 milhões a receber do clube carioca, referentes a salários, férias e 13º atrasados, além parcelas do FGTS. Em março, porém, o Flu conseguiu cassar esta liminar em julgamento no TRT-RJ e o caso se arrasta na Justiça

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*