Morre no HGE torcedor do Bahia baleado antes do BA-VI

O BA-VI do último domingo, o Bahia já venceu, já conquistou o título e o torcedor até já esqueceu e só pensa no Internacional, de Porto Alegre, neste domingo. O Vitória perdeu o jogo e o título, mas quem perdeu de VERDADE foi o tricolor Antônio Marcos Sadela, 49 anos, baleado minutos antes do jogo, e que veio à falecer na noite desta sexta-feira, 13. Ele foi atingido por arma de fogo em atentado na sede da torcida organizada Bamor. Outros dois torcedores foram baleados: Daniel Sena Duarte, 20 anos, atingido no abdômen, e Hugo dos Santos, 25 anos. Mas já tiveram alta e estão bem.

Antonio Marcos estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu. O enterro vai acontecer neste sábado, 14, às 16h. A torcida organizada BAMOR na sua página oficial no Facebook em nota, lamenta o ocorrido e afirma que o torcedor era um sujeito calmo e que jamais se envolveu com qualquer tipo de confusão.

Em nota, a Bamor pede que a Secretária de Segurança Pública e o Ministério Público do Estado da Bahia investiguem o crime e apontem os culpados. VEJA ABAIXO.


“Nesse episódio criminoso, evidente tentativa de homicídio, e que fiquem claras as motivações e autorias de modo a possibilitar as denúncias e processos criminais que o evento demanda”

Segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), dois homens em um HB 20 branco efetuaram os disparos na porta da sede da entidade localizada na Travessa Florêncio Passos, no bairro do Tororó. Os tiros foram disparados no dia em que o Bahia e o Vitória disputariam a final do campeonato baiano. A autoria e motivação do crime são investigados pela Polícia Civil.

Deixe seu comentário