Juiz relata na súmula cartão amarelo para Douglas por “entrada temerária”

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Um dos lances polêmicos e de bastante reclamação por parte dos jogadores do Vitória no BA-VI deste domingo – que terminou com triunfo do Bahia por 2 a 1 – foi a não expulsão do goleiro Douglas, em jogada com Neilton. O arqueiro bloqueou o avanço do atacante tocando com o ombro na bola que posteriormente resvala na mão, como mostra nas imagens.

Os rubro-negros pediram o cartão vermelho ao jogador, porém, Luiz Flávio de Oliveira assinalou a infração e deu apenas o amarelo. Na súmula, o árbitro justificou o cartão da seguinte forma: “por dar uma entrada temerária”. No entanto, o goleiro do Bahia sequer toca no atacante do Vitória.

Como é um lance interpretativo, se ele entendeu que era uma chance manifesta de gol, deveria aplicar o vermelho. Se entendeu que não era uma oportunidade clara, somente o amarelo. Segundo o ex-árbitro Renato Marsiglia.

O Leão reclamou de outro erro por parte do árbitro paulista, o pênalti cometido pelo goleiro Fernando Miguel em cima do meia Vinícius. No entendimento dos atletas rubro-negros, o jogador do Tricolor se jogou.

Veja a súmula:



Deixe seu comentário

6 Trackbacks / Pingbacks

  1. Sage
  2. Visit Website
  3. Offshore Company Formation
  4. scam
  5. เซ็กซี่ บาคาร่า
  6. cbdque

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*