Bahia só pecou nas finalizações, justifica empate, auxiliar de Guto Ferreira

Hoje no empate Bahia 0 x 0 Atlético-PR, o tricolor foi comandado pelo auxiliar Alexandre Faganello na beira do campo, já que o técnico Guto Ferreira foi expulso partida contra o Santos na rodada passada. Depois do jogo, o auxiliar que vira técnico como mágica e de uma hora para outra, falou acerca do empate e disse logo de cara algo certíssimo.

O Bahia só pecou nas finalizações.



Não se sabe se faltou qualidade ou tranqüilidade, certeza foi uma enorme ineficiência dos atacantes tricolor nos dois tempos de jogo. O Atlético ainda que tenha desembarcado em Salvador com diversas referenciam positivas e a recomendação expressa de cuidado redobrado não mostrou absolutamente nada em especial, e volta para Curitiba com um ponto por obra e fruto da incapacidade do Bahia em transformar seu melhor desempenho em gols.

“O Atlético jogou contra o Grêmio, em alguns momentos até com 10 em campo, e segurou o resultado. Nós sabíamos que seria uma partida difícil, mas conseguimos impor nosso jogo. O Bahia mostrou que possui atletas capazes de jogar em alto nível contra qualquer equipe. Infelizmente, hoje, pecamos na finalização”, comentou.

“O desgaste físico foi normal no final da partida. Nosso time marcou forte demais desde o início, tirando espaço deles, e sabíamos que em algum momento teria a questão do cansaço. Nossas mudanças, inclusive, foram para manter o padrão técnico e físico”, finalizou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*