Bahia e Vitória se reencontram e iniciam a “briga” pelo título baiano de 2018

BAVI com expectativa de 40 mil tricolores na Fonte Nova

Foto: Maurícia da Matta

Finalmente o entediante Campeonato Baiano chegou onde realmente interessa, na última e derradeira fase, e como esperado e honrando a lógica, com Bahia e Vitória disputando mais uma taça de campeão baiano. A primeira decisão será neste domingo, na Arena Fonte Nova e a segunda daqui uma semana no Barradão.

Nas últimas 10 edições do Campeonato Baiano (fora o atual), OITO foram decididos pela dupla BA-VI. As únicas exceções aconteceram em 2011, quando o Bahia de Feira chegou na decisão e sagrou-se campeão em pleno Manoel Barradas desbancando o favorito Vitoria, e em 2015, quando o Vitória da Conquista bateu na trave pela conquista da primeira taça de campeão baiano e perdeu na final para o Bahia, tomando um sonoro 6 a 0, na Fonte Nova, após vencer no Lomanto Júnior por 3 a 0.

O jogo deste domingo (1º) marca o reencontro dos rivais após o BAVI de 18 de fevereiro, que entrou para a história como o “BA-VI da Vergonha”. Jogo que sequer terminou e ganhou repercussão mundial não só pela pancadaria generalizada, como também as nove expulsões que finalizaram o jogo aos 36 minutos do segundo tempo, indo parar nos Tribunais do esporte. Esperamos que dessa vez o campo de futebol não seja transformado em um ringue.



O Vitória entra na disputa com a vantagem e só precisa de dois resultados iguais para fiar com o título. Já o Tricolor precisa construir um bom resultado diante dos cerca de 40 mil torcedores que garantiram presença e lotarão a Arena.

O clássico, além de torcida única terá arbitragem de fora do estado. O paulista Luiz Flávio de Oliveira, da FIFA, comandará o apito. Como assistentes ele terá os também integrantes do quadro da FIFA e árbitros brasileiros da Copa do Mundo de 2018, Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse.

Bahia x Vitória
Baianão 2018 – Final (Ida)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data/Horário: 1º/04/2018, às 16h
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP). Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Marcelo Van Gasse (FIFA/SP).

Bahia
Douglas; João Pedro, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Elton; Marco Antônio, Gregore, Vinícius e Zé Rafael; Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira.

Vitória
Fernando Miguel; Lucas, Ramon, Walisson Maia e Pedro Botelho; Fillipe Soutto, Uillian Correia, Juninho e Nickson; Neílton e Jonatas Belusso. Técnico: Vagner Mancini.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*