Presidente entra em campo com revólver na cintura e ameaça árbitro

Os seguranças agiram e evitaram, quem sabe, uma tragédia

O futebol, que deveria servir de distração e entretenimento para o torcedor, começa a se transformar em um campo de batalha, seja fora ou dentro das quatro linhas, sempre nos revelando cenas lamentáveis e vergonhosas. Neste domingo, no clássico entre PAOK e AEK, pelo Campeonato Grego, o presidente do PAOK, Ivan Saviidis, invadiu o campo com um revólver na cintura.

Inconformado com o gol anulado de sua equipe nos minutos finais da partida, o mandatário se dirigiu ao árbitro para tirar satisfação sobre o lance e fez ameaças. Os seguranças, no entanto, agiram rápido e acabaram o impedindo de prosseguir em campo evitando, quem sabe, uma possível tragédia.

O clássico estava empatado em 0 a 0 quando Fernando Varela subiu de cabeça para estufar as redes e garantir a vitória do PAOK. Contudo, o árbitro marcou posição irregular do zagueiro instantes após validar o gol.

Os jogadores do PAOK que estavam no banco de reservas também ficaram inconformados com o gol anulado e, assim como os titulares, foram orientados pelo presidente do clube a irem para o vestiário. Por conta da conduta violenta do dirigente, o clássico foi encerrado pouco antes do previst

Deixe seu comentário