Todos participantes da Série B de 2018 vão receber 6,03 milhões de cota

No total, a Série B vai distribuir aos 20 clubes o valor de R$ 170 milhões.

A regra para distribuição de cota para os participantes da Série B em 2018 mudou radicalmente e mudou para melhor e de modo mais justo. No ano passado a distribuição obedeceu os seguintes critérios: os quatro times que subiram da Série C para Série B receberam R$ 4.2 milhões cada (as menores cotas) e a divisão dos valores para as outras equipe seguiu um critério de meritocracia em função da classificação na Série B anterior. Foi por isso, por exemplo, que o Ceará recebeu R$ 5,2 milhões em 2017, como oitavo colocado da Série B 2016. Já o Náutico, quinto colocado em 2016, ficou com R$ 5,8 milhões e por ai vai.

Por 10 votos a 8 da reunião do Conselho técnico da CBF realizada nesta terça-feira, os times decidiram que todos vão receber o mesmo valor: R$ 6,03 milhões. Não entram nesta divisão o Coritiba e o Goiás, que recebem respectivamente R$ 35 milhões e R$ 26 milhões, já que são cotistas fixos, a regra que deixa o futebol brasileiro sempre desigual.

No total, a Série B vai distribuir aos 20 clubes o valor de R$ 170 milhões. Outra mudança considerada relevante pelos clubes: o número de passagens por jogo para cada clube – custeadas pela CBF – aumentou de 28 para 30.

Deixe seu comentário