Torço pela continuidade e por um BAHIA cada dia mais vencedor!

"Torço por você Carpê, para quebrar esse tabu, esse mito ou verdade..."

Texto: Lázaro Sampaio

Não quer dizer nada, mas taí. Há uma mística no futebol, que não há mais – Todo técnico substituto do antecessor conseguem resultados favores só nos cincos primeiros jogos. Logo depois retorna à mesmice, aos resultados do antecessor, e muito das vezes piores ainda.

É a síndrome dos cinco ou mais primeiros jogos vencidos. Pesquisas dos estudiosos vem a campo a todo momento na mídia esportiva, pugnado como verdade, o outrora mito. É uma realidade, é uma verdade a mística, conforme os resultados dos pesquisadores, sob este ponto de vista, que de hipótese alcançou status de certeza científica do futebol.

Assim como querem fazer crer que há a vingança do ex e etc… mas sim é assim em relação aos técnicos, o que fazer? Como superar esse “cavalo Paraguaio”, essa quase certeza! Como evolui a partir das cinco primeiras conquistas, consolidar-se e ousar ainda mais? Sem arrefecer diante dos cincos primeiros bons resultados!

E Taí um desafio para o Carpê, que penso deve ficar por aqui: Azul, vermelho e branco… um técnico experiente, exímio leitor do jogo, agregador, bem falante, coerente consigo mesmo e com o desempeno do elenco, professor respeitado (dos antigos), dos seus pupilos.

Dizer que se ele tivesse sido o substituto, a tempo atrás, logo após a saída venal do “Gordiola”, o time estaria lá ou acolá, das Libertadores, e algo que só Deus sabe, e não nos vai contar… não há como saber, que poderia acontecer. Ninguém sabe o que vira a cada dia que nasce… mesmo que o números digam algo, eles não dizem tudo, eles são apenas hipótese a confirmar.

Daí penso que Carpê e os demais técnicos na mesma situação, deve ousar superar esse quase axioma da síndrome dos primeiros cincos jogos positivos, e deslanchar definitivamente, dizendo que agora é uma nova era das conquistas. Nesse casp faço votos que este fique e monte um time que supere os bons resultados e colocação desde campeonato que ora chega ao final.

Mas que seja um começo, um começo da uma nova era, de um novo Bahia, que doravante, brigará por Libertadores e logo, por mais títulos. Que façamos justiça ao nosso DNA de que “ninguém nos vence em vibração”… um DNA de jogar para ganhar seja quem quer que seja aonde quer que seja.

Assim Carpê, torço por você, torço para que parte do elenco, peças pontuais e imprescindíveis possa continuar, e outros promissores e jogadores mais, possam vir agregar sob sua batuta, ou se não for possível, alguém como a mesma filosofia de jogo e de vida. Mas, sobretudo torço pelo Bahia cada dia mais vencedor na Bahia, no nordeste e nacional… que o mundo nos espere.

Torço por você Carpê, para quebrar esse tabu, esse mito ou verdade… Torço por você para dá continuidade ao trabalho que hoje me enche os olhos de esperança que a terceira estrela nacional não tardará… Se alguém duvida que diga agora ou perca o bonde da história!

Lázaro Sampaio, torcedor do Bahia e amigo do Futebol Bahiano.