“O objetivo do Bahia é reduzir os custos para investir no futebol”

Guilherme Bellintani afirmou que não contratará novos diretores

Durante a cerimônia de posse nesta segunda-feira, na Arena Fonte Nova, o presidente Guilherme Bellintani foi logo direto ao afirmar que não contratará substitutos para os cargos de Marcelo Barros e Jorge Avancini, desligados do clube recentemente. Desta forma, os setores financeiro e de marketing contarão com gerentes, além da intervenção direta do próprio Bellintani. Uma mudança radical do que vinha sendo proposto pelo seu antecessor, não só na parte administrativa, como no futebol. O objetivo principal é diminuir os custos para investimento no futebol.

“Nosso modelo é diferente. Não vamos trazer diretores para substituí-los. Estamos construindo uma equipe de trabalho com modelo um pouco diferente, com gerentes e não diretores. O objetivo é a redução de custos para investimento no futebol. Vamos reduzir o custo na administração para ampliar o investimento em futebol. Naturalmente vai precisar mais da minha presença nesses setores, mas minha experiência empresarial me permite isso, acompanhar o administrativo, o financeiro e o marketing mais de perto para ter esse impacto que a gente acha necessário”

Veja outras falas do novo presidente:

Nomes de gerentes serão anunciados?

– Em relação a equipe administrativa interna estamos montando a equipe, mas não vamos anunciar ninguém. São pessoas que já tem um vínculo profissional comigo de outras experiências, alguns virão compor essa equipe. Nada que signifique um anúncio formal. Já começaram a fazer o processo de transição. É uma equipe de bastidor, que vai trabalhar para dentro, mas com capacidade muito grande de transformação e de alavancar o clube.

Prioridade da nova gestão e viagem

– Não existe uma atitude específica. Começamos a fazer algumas mudanças que achamos necessárias nesse processo de transição. Amanhã viajo, temos um compromisso do clube no Paraguai, que é o sorteio das chaves da sul-Americana, vou acompanhado do vice-presidente Vitor Ferraz e do ex-presidente Marcelo Sant’Ana, que está me ajudando nessa interlocução com a CBF, todos os órgãos que lidam com o futebol fora da Bahia. Marcelo viaja com a gente para Assunção. Viagem de trabalho, mas não tem uma atitude formal. As decisões são do dia a dia do clube, gradativa, com cautela, cuidado, sem parecer que vamos tomar uma decisão simplesmente para divulgar uma grande decisão. Esse não é meu estilo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*