E.C Bahia em 2017: Campanha interessante e dever cumprido!

Campeão da Copa do Nordeste, Bahia cumpriu o planejamento de 2017.

Foto: Marcelo Malaquias / EC Bahia

Que ano o de 2017 para o Esporte Clube Bahia, que depois de muito tempo fez uma campanha interessante numa temporada. Com o título da Copa do Nordeste, classificação direta para as oitavas da Copa do Brasil, classificação para a Copa Sul-Americana e um bom Campeonato Brasileiro que será encerrado neste domingo, é claro, dentro de suas limitações. Claro que a vaga para a Libertadores pode aparecer, porém é pouco provável, visto a concorrência.

Em um ano em que o time em duas oportunidades fez a torcida sonhar com a Copa Libertadores. A equipe foi competitiva em boa parte da competição, mesmo sem ter um elenco competitivo, tinha um bom time titular e poucas peças de reposição, o que impediu uma regularidade dentro do campeonato.

Guto Ferreira disse após o triunfo sobre o Atlético-PR, na primeira rodada, que a equipe do Bahia precisava jogar acima de sua capacidade todos os jogos para vencer. De fato foi o melhor comentário de um treinador do Bahia nesse ano, pois o Bahia quando teve seus destaques à disposição, foi uma equipe competitiva, porém, quando um estava machucado ou outro não jogava bem, a equipe caia muito de produção.

Ao longo de todo ano, foram 4 treinadores, que viveram momentos diferentes no comando do Bahia. Dentro do Brasileiro, Guto saiu na 3ª rodada, Jorginho assumiu a equipe, fez bons jogos no início, mas não teve competência para refazer o time sem as mesmas peças que Guto. Já Preto não fez grandes partidas, mas obteve bons resultados, exatamente o oposto de Jorginho. Carpegiani, esse sim deu uma cara ao Bahia, mudou esquema e fez o time crescer.

O Bahia cumpriu o planejamento, venceu uma competição, fez uma Série A sem sustos e quase beliscou uma Libertadores (pode beliscar ainda). Fez um investimento em jogadores jovens e surtiu efeito. Grande trabalho da diretoria nesse sentido, talvez perca a maioria dos jogadores em 2018, mas tem tudo para fazer uma ótima temporada, além de ter boas chances de fazer o que nenhum nordestino fez até aqui nos pontos corridos, que é repetir a boa campanha no ano seguinte.

Eu disse, o Bahia fará sua melhor campanha em 2017, uma pena que os destaques sairão ano que vem!