Vitória X Atlético-GO: Duelo das piores defesas da Série A

A saída de Kanu é um dos motivos pela queda de rendimento da defesa rubro-negra.

O Esporte Clube Vitória terá duas metas no jogo deste domingo. A primeira é voltar a vencer no Barradão e, com isso, quebrar a sequência negativa de quatro partidas sem vitória. A segunda é devolver ao lanterna Atlético-GO, adversário de domingo, o posto de time mais vazado no Brasileirão. Após a derrota no clássico BAVI, o Leão da Barra foi lançado à condição de pior defesa da Série A ao lado do Atlético de Goiás, cada um sofreu 47 gols em 30 jogos, média de aproximadamente 1,5 gol por jogo.

As últimas rodadas foram cruciais para recolocar a equipe de Vagner Mancini na lanterna do ranking defesas vazadas. Nos últimos sete jogos, o Vitória tomou 14 gols, uma média de 2 por jogo, enquanto o lanterna sofreu 10 gols em 7 jogos. Foi visto uma melhora após a chegada de Mancini, que pegou o rubro-negro já com a pior defesa da competição, conseguiu regularizar o setor, porém, os problemas voltaram e com eles as preocupações com o retorno à zona do rebaixamento.

Uma das principais deficiências do Vitória é, indiscutivelmente, a bola aérea. Desses 14 gols sofridos, 9 nasceram em lances de cruzamentos para a área, o que equivale a 64% do total, cinco em bolas paradas. O grande ponto de desequilíbrio do Leão pode ou deve ter sido a saída do zagueiro Kanu, que falta técnica, mas sobra raça e determinação. O beque, inclusive, está recuperado de lesão, mas ainda em ritmo começa no banco no duelo de domingo.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*