Bahia com mais chances de sobrevivência do que o Vitória

É uma boa curiosidade esse bom aproveitamento do Vitória diante das equipes da parte do alto da tabela que brigam pelo G-6, mas péssimo para quem disputa o rebaixamento. Se o Vitória tivesse vencido o Vasco e perdido do Corinthians, por exemplo, estaria à 1 ponto de sair da zona ao invés de 3. De certa forma abordei isto num tópico anterior sobre chances de rebaixamento de nossos times:

Eu acho que o Atlético-GO já caiu, pois não demonstra forças para reagir nem tem recursos para tanto. Vitória, Avaí, São Paulo, Vasco, Chapecoense em tese são os maiores candidatos. Depois Bahia, Atlético-MG, Coritiba e Ponte Preta. Estes dois últimos quando parecem que vão despencar, dão uma reagida, são times imprevisíveis.

Penso que o rebaixamento será decidido nos detalhes, sobretudo nos confrontos diretos. Não seria surpresa decisão de duas das vagas na última rodada. O Vasco tem um agravante em relação às perdas de mando de campo pelas brigas em São Januário, que prejudicaram muito o time.

Outros fatores podem ser decisivos, como participações dos adversários em outras competições, clássicos a serem disputados, e jogos em casa. Além disto, o campeonato e as vagas diretas da Libertadores podem estar decididas precocemente, diminuindo o interesse das equipes do topo no torneio.

O Bahia, por exemplo, possivelmente enfrentará o Botafogo com o time carioca possivelmente usando o time reserva. Pelas datas, pode vir pegar o Cruzeiro ou Grêmio reservas também à depender das finais da Copa do Brasil. E, eventualmente, o Grêmio por conta da Libertadores, além de ter mais jogos em casa à disputar do que fora (9×8) , incluindo o clássico.

É possível se argumentar que o Bahia já jogou contra os reservas do Sport-PE e levou baile, é verdade, mas não se pode dizer que não é, em teoria, uma vantagem jogar contra um adversário sem força máxima.

Em comparativo, seguem os confrontos da dupla Ba x Vi com a galera da metade de baixo (entre parênteses, o desempenho no primeiro turno):

EC BAHIA:

Casa:
Bahia x Ponte Preta (v)

Bahia x Coritiba (E)
Bahia x Chapecoense (E)
Bahia x Vitória (E)
Bahia x Atlético-MG (V)

Fora:

São Paulo x Bahia (V)
Atlético-GO x Bahia (V)
Avaí x Bahia (E)

Dos 9 adversários da parte de baixo, ao Bahia resta enfrentar 8 deles – já pegou o Vasco 2 vezes, restando a cumprir apenas 3 jogos fora, sendo um deles contra o lanterna. É um bom cenário sob o prisma dos confrontos diretos. No primeiro turno, venceu 4, empatou 4 e perdeu apenas 1, do Vasco (ganhou no returno). Único resultado efetivamente ruim foi o empate em casa contra o Avaí. Bom aproveitamento, considerando que jogou bem mais fora.

EC Vitória:

Casa:

Vitória x São Paulo (D)
Vitória x Atlético-Go (V)

Fora:

Bahia x Vitória (E)
Coritiba x Vitória (D)
Atletico-MG x Vitória (V)
Vasco x Vitória (D)
Chapecoense x Vitória (D)
Ponte Preta x vitória (V)

Dos 9 adversários da parte de baixo, o Vitória resta enfrentar 8 deles, pois já enfrentou o Avaí por duas vezes. Ao inverso do Bahia, joga 6 das 8 partidas fora de casa contra estes adversários (além de 8 em casa e 9 fora no geral até o fim do campeonato), o que é um problema considerando os confrontos diretos. No primeiro turno, contra tais equipes, foram apenas 3 vitórias, 4 derrotas (3 delas em casa) e 1 empate, além de derrota (também em casa) e empate com o Avaí.

Claro que o time agora está em outra fase, jogando muito melhor depois das mudanças na gestão e da chegada de Mancini, mas o início ruim e a tabela podem prejudicar a recuperação da equipe e cobrar seu preço. Por tais motivos, entendo que atualmente o Bahia está em situação mais confortável que o rival, pois, além da pontuação a mais, possui um trajeto melhor até o fim do campeonato.

Se tivesse hoje que cravar os rebaixados, diria que serão Atlético-GO, Avaí, Vasco e Chapecoense.

Zé Duarte, torcedor do Bahia e amigo do Blog.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*