Renê garante Souza entre os titulares

atacante SOUSA, ECBAHIASouza não pode ser o bode expiatório do mal futebol praticado pelo Bahia, talvez seja essa a explicação da persistência de Renê com Souza no ataque do Bahia contra o Galo. O atancante do Bahia se não tivesse “nome” seria sacado do time, mas assim infelizmente é o futebol e os técnicos. Os técnicos não procuram arriscar para não se queimarem com jogadores de nomeada, provocando um clima de aversão entre outros jogadores que se sentem garantidos na titularidade do time do Bahia. Leia matéria do sítio da Justiça Desportiva

Apenas três rodadas já foram realizadas no Campeonato Brasileiro, mas a crise já começa a rondar aqueles clubes que ocupam a parte de baixo da tabela. Este é o caso do Bahia, 18° colocado na classificação geral. O desempenho do time nos jogos disputados já tem sido questionado pela torcida, em especial as atuações do atacante Souza, que já ouviu pedidos para que deixe o clube vindos das arquibancadas de Pituaçu.

Nesta última terça-feira, dia 7 de junho, no Fazendão, o técnico René Simões saiu em defesa do atacante quando foi perguntado sobre as críticas feitas pelos torcedores, principalmente após Souza ter perdido um gol na partida contra o Grêmio, no último domingo. “Sei que a torcida está ansiosa, entendo as cobranças, mas ainda não é o momento de ‘fora Souza’”, disse o treinador.

René afirmou que Souza estará em campo entre os titulares no próximo domingo, dia 12, diante do Atlético/MG, em Pituaçu, para ter uma nova oportunidade de mostrar à torcida que merece estar entre os 11 escolhidos.

Quanto ao momento atual do time no Campeonato Brasileiro, o zagueiro e capitão Titi afirma que ainda não é o momento para se desesperar. “A gente não queria ter sofrido estes gols, mas acredito que não há motivo para pânico. Estamos no início do campeonato e ainda tem muito jogo pela frente. É lógico que a cobrança vem e, principalmente para a defesa. Mas estamos nos preparando muito para reverte este quadro”, disse, em reportagem do site Galáticos Online.

A defesa tricolor foi bastante questionada após a derrota para o Grêmio, por 2 a 0. Para o zagueiro, o problema não foi a qualidade do sistema, mas sim a falta de atenção de toda a equipe.

“No meu ponto de vista, a gente estava muito bem em campo, mas tivemos um pouco de desatenção e o Grêmio terminou chegando à vitória. Temos que redobrar a atenção, porque nessas horas em que o time cochila é que pior acontece”, finaliza.
12/06/2011 – Ao vivo: Bahia x Atlético-MG

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*