Bahia luta para não perder o Jóia da Princesa

Se o Bahia paga para jogar, como dizem seus dirigentes, tecnicamente o clube nunca se acertou em Feira de Santana, a interdição e a conseqüente perda do mando de campo do Jóia da Princesa, a essa altura do campeonato, não seria lá grande prejuízo, problema é a multa que, segundo informa a tribuna, pode ir de R$ 10.000,00 (dez mil reais) a R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), isto sem levar em conta o prejuízo do torcedor, que em vez de reciclar a garrafinha de água mineral, a desperdiçou atirando no campo em que o Bahia administrado por Petrônio Barradas, Rui Accioly e Paulo Maracajá atuava. Este sim, é um prejuízo irreparável. Confira abaixo matéria da Tribuna da Bahia desta terça-feira.As garrafas atiradas pela torcida no campo do estádio Jóia da Princesa no jogo contra o Corinthians, dia 18 de junho, levam o Bahia outra vez às barras do STJD – Superior Tribunal de Justiça Desportiva da Confederação Brasileira de Futebol. O time baiano corre o risco de perder o mando de campo na cidade de Feira de Santana, na reta final e decisiva, para se manter na Série B do Campeonato Brasileiro em 2009. O clube paulista, mesmo como visitante, também será julgado. O Bahia está denunciado no Art. 213 §1º do CBJD – Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê: “Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça d e desporto. Pena: multa de R$ 10.000,00 (dez mil reais) a R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) e perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes quando participante da competição oficial. O relator do processo será o auditor José Perez de Rezende.
Para complicar, além do objeto arremessado no gramado, o Bahia pode ser punido por duas outras infrações. Não é permitido que o torcedor saia dos bares dos estádios com a lata na mão, apenas o copo plástico. Além disso, de acordo com a nova regulamentação, é proibida a venda de bebidas alcoólicas nas praças esportivas. Segundo a denúncia da Procuradoria, o Bahia cometeu falha na prevenção quanto à segurança em sua praça de desportos.
O julgamento acontece em uma hora que o Bahia não pode sequer pensar em perder o mando de campo. Precisando de mais duas vitórias para se livrar do rebaixamento, de acordo com os matemáticos, o time do técnico Ferdinando Teixeira tem mais três jogos em “casa”.
O primeiro deles e fundamental para manter o time na Série B do próximo ano será na sexta-feira, contra o Brasiliense. Sabendo da importância da partida, a diretoria resolveu fazer uma promoção. Os ingressos para a partida serão vendidos por R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia, sem a necessidade da apresentação da carteira de estudante.

4/11/2008 – 19:51
STJD absolve o Bahia por arremesso de objeto em campo

Em sessão realizada nesta terça-feira, dia 4 de novembro, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a Segunda Comissão Disciplinar decidiu absolver o Bahia, por maioria de votos. Na mesma ocasião, o Corinthians também foi absolvido. Ambos foram denunciados pela Procuradoria após incidentes distintos no duelo entre os dois clubes no dia 18 de outubro, vencida por 3 a 0 pelo time visitante em Feira de Santana/BA, em rodada válida pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

Presidente da FBF visita Pituaçu

O presidente Ednaldo Rodrigues, da Federação Bahiana de Futebol, visitou o Estádio Metropolitano Roberto Santos, acompanhado do presidente da CEAF/BA, Wilson Paim, e do diretor técnico Roberto dos Santos Ferreira.

Ednaldo Rodrigues declarou: “Estou surpreso e maravilhado, não pensei que o governador Wagner estivesse realizando uma reforma dessa magnitude”. E acrescentou: “Com mais algumas intervenções o Estádio de Pituaçu estará em condições de sediar jogos da Copa do Mundo de 2014”.

Recebido e acompanhado por técnicos da CONDER, Ednaldo Rodrigues vistoriou todas as obras e se disse colocar à disposição do Governo.

A presidente da Conder, Maria del Carmen, reúne-se, hoje, dia 4, com representantes de todas as empresas que executam serviços no Estádio Metropolitano Roberto Santos (Pituaçu), para discutir o andamento das obras, visando a sua conclusão

Autor(a)

Dalmo Carrera

Fundador e administrador do Futebol Bahiano. Contato: dalmocarrera@live.com

Deixe seu comentário