Em jogo sem emoção, Vitória e Criciúma ficam no 0 a 0

Vitória e Criciúma fizeram por merecer o empate sem gols em partida disputada na tarde deste sábado, no Barradão. O resultado manteve as duas equipes estacionadas na classificação geral da Série B.

O Vitória continua em quarto lugar, agora com 51 pontos, um a menos que o vice-líder Ipatinga e a terceira colocada Portuguesa.
Já o Criciúma segue em quinto lugar, dois pontos atrás do Rubro-negro baiano. Na rodada da próxima terça-feira, o Vitória recebe o Brasiliense e a equipe catarinense enfrenta o lanterna Ituano, mais uma vez como visitante.

Muito calor, marcação cerrada por parte do Criciúma e falta de criatividade de meio-campo do Vitória para furar a retranca adversária resumem o que foi a partida. O jogo teve raros momentos de emoção. O primeiro deles foi aos 10min, quando Bida arriscou de fora da área e a bola cruzou a pequena área e saiu à esquerda de Zé Carlos.

Com dificuldade tanto para para penetrar na área quanto para chegar à linha de fundo, o Vitória insistia em jogar pelo meio e finalizar de longe. Ao 31min, novamente Bida chutou da intermediária, mas a bola passou por cima. No final do primeiro tempo, o Criciúma saiu da retaguarda e se arriscou nos contra-ataque. Aos 43min, Sílvio Criciúma cruzou da direita e ney teve de sair até a marca do pênalti para tirar a bola de soco.

O segundo tempo não foi diferente. A melhor chance de gol do Vitória foi criada aos 11min, em um chute de muito longe de Chicão que bateu na trave esquerda de Zé Carlos antes de sair pela linha de fundo. Vadão tentou mudar o panorama do jogo trocando Edílson e Chicão por índio e Luiz Fernando, mas prevaleceu a marcação e a aplicação tática do Criciúma.

VITÓRIA
Ney; Apodi, Marcelo batatais, Jean e Alysson; Vânderson, Chicão, Bida e Jackson; Joãzinho e Edílson
Técnico: Vadão

CRICIÚMA
Zé Carlos, Luís André (Thiago), Elizeu, Cláudio Luiz e Uendel; Sílvio Criciúma, Basílio, Mateus e Marco Antônio; Maurício e Jean Coral
Técnico: Roberto Cavalo

Data: 27/10/2007
Local: Barradão, em Salvador
Árbitro: Adriano Pereira Machado (RJ)
Auxiliares: Renato Miguel Vieira (DF) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE)
Renda: R$ 300.570,00
Público: 32.881 pagantes

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*