Vitória resolve transfer ban de Fabiano e fica livre para inscrever reforços

A dívida com o clube paulista era de R$ 290 mil, e já foi quitado pelo Leão.

Atletas dos times sub-20 e sub-23 alegam manutenção de salários vencidos. Jogadores do Vitória estão sem receber há mais de três meses
Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

O Esporte Clube Vitória agiu rápido e resolveu nesta quinta-feira o transfer ban da Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) por uma dívida com o Red Bull Bragantino pela contratação do lateral-esquerdo Fabiano, na gestão de Ricardo David. A dívida com o clube paulista era de R$ 290 mil, e já foi quitado pelo Leão, assim como o débito de 330 mil dólares (aproximadamente R$ 2,1 milhão) que devia ao Boca Juniors pela contratação por empréstimo do atacante Walter Bou.

 

O Vitória precisa resolver agora apenas a dívida com o Universidad Católica-EQU pela aquisição do atacante Jordy Caicedo, no valor de 580 mil dólares, cerca de R$ 3 milhões, que também gerou um transfer ban na FIFA. O clube baiano conseguiu parcelar o valor com os equatorianos e precisa pagar a primeira parcela (de R$ 940 mil).

No entanto, segundo informação divulgada pelo canal “Canto Rubro-Negro” e confirmada pelo Futebol Bahiano,  o Vitória conseguiu uma suspensão e terá um período para inscrever novos reforços no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), de olho na temporada 2023.

O Vitória já tem seis reforços acertados para 2023. São eles: o zagueiro Camutanga, o lateral-esquerdo João Lucas, o lateral-direito Railan, o meia Diego Torres, e os atacantes Nicolás Dibble e Osvaldo. Esses jogadores devem ser regularizados até segunda-feira, dia 28.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário