E.C Bahia: Faltou no Z4 o que sobrou ao Campeão: Humildade! – Por Erick Cerqueira

Luiz Otávio passa de herói a bandido em menos de 10 minutos.

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Fala, Nação Tricolor!

 

Que vexame. Que pixotada. Que coisa horrorosa nós vimos na Fonte Nova. Acho que foi a maior vergonha desde o   7×0 pro Cruzeiro de Alex. Um time que consegue fazer o mais difícil e se engasga com o mais fácil. 

O jogo de hoje tinha toda a cara daquele velho Bahia, que surpreendia adversários, que vencia campeões, que tirava o milésimo gol de Pelé.

Guto escala o ataque como a Torcida queria, com Raí, Rossi e Gilberto. O time faz um primeiro tempo muito bom em termos de marcação. Anula o líder do campeonato e sai dde campo aplaudido por 30 mil apaixonados, mesmo com o 0x0.

Volta mais aguerrido, com vontade, atacando, partindo pra cima porque precisava vencer. Num escanteio preciso, finalmente Luiz Otávio abre o placar. 1×0.

Depois numa bola brigada, Matheus Bahia acha Gilberto que faz o segundo. 2×0. Bahia bem demais.

Aí o técnico do time, líder do campeonato, que precisava virar o jogo pra ser Campeão Brasileiro, faz 2 alterações. E o time que vencia e fugia temporariamente da zona de rebaixamento, não muda nada. Espera pra ver a reação dos caras.

O castigo pela lerdeza vem à galope.

Luiz Otávio passa de herói a bandido em menos de 10 minutos. Faz um pênalti idiota. 2×1. 

E Guto não bota um zagueiro. Ninguém do Bahia faz cera, nenhum jogador se joga no chão com cãibra, o goleiro não se machuca e o jogo segue de acordo com o gosto do visitante. Outro lance pela direita, o cara dribla Nino e bate cruzado. Empata. E agora não adiantaria mais zagueiro. As mudanças de sempre, trocando 6 por meia dúzia não surtem efeito. E o mesmo cara que fez o segundo, fez o terceiro. Dessa vez chutando da entrada da área, de um time entregue, que só tinha um volante e cansado, no momento. 2×3.

E depois viu o Atlético colocar um terceiro zagueiro, todo mundo ter cãibra, goleiro passar meses no chão e toda faltinha boba parecia que tinham quebrado a perna dos caras.

Era o Campeão Brasileiro fazendo cera contra o time da zona de rebaixamento. Mas o time da zona não podia fazer isso com o líder do campeonato. Faltou maturidade. Faltou malandragem. Faltou humildade. Na verdade, só sobrou disposição, único critério no qual  poderíamos vencer os caras, mas o Bahia merece a zona de rebaixamento por falta de inteligência em campo. Lembrei de meu amigo Joe Fraga, que no baba, quando conseguiram colocar 2×1, trouxe o time todo pra trás da linha da bola e gritando: “meio campo”. Era só fazer isso. Respeitar o adversário, entender a necessidade do ½ x0 e não querer partir aberto pra golear. Agora, é rezar. E como não acredito que Deus vá se meter nessa porra, deixo isso pra vocês. 

Bora Baêa Minha Porra!

Ainda não joguei a toalha. Mas acho que o time já jogou….

Deixe seu comentário!
Sobre Erick Cerqueira 62 Artigos
Resenheiro extra-oficial do Único TIME BI CAMPEÃO BRASILEIRO entre Minas Gerais e o pólo Norte. Publicitário, parcial, pai de Thor e apaixonado pelo meu Bahia!

3 Comentário

  1. Será que existe uma fórmula legal dê afastar BELLLITANI o cara desde 2019 vem destruindo o crescimento do clube e tem como principal META VENDER O FAZENDÃO um irresponsável que com seu BLÁ BLÁ BLÁ descobriu petróleo em um elefante branco que é o CT DIAS D’ÁVILA …

  2. Imagine eu ter que vir aqui pra pedir muita hora nessa calma! Digo por experiência própria que cair logo e melhor do que ficar sofrendo pra cair. Sobre o jogo de ontem, nenhuma culpa pra Guto. Isso é uma daquelas coisas que só acontece no futebol de 100 em 100 anos. Se o time tivesse feito cera e perdido, gordiola era FDP e fazedor de cera. Todo mundo sabe que o time tem que tentar fazer o 3o. Se o treinador bota mais um zagueiro, gordiola era FDP e retranqueiro. Vejam que o denominadoe comum é o fato de que ele sempre vai ser FDP. O problema é você abrir uma padaria e o chefe era dono de um Pet Shop (oia). O cara não é do ramo, nunca viu o jogo na “bancada” Ou pegou um xareu. Sempre brincou de Playmobil no play ground. Fica isso do em vestiário e com gracinha com jogador. Lembrem o tempo que ele leva pra demitir treinador ou dispensar jogador. O goleiro Douglas ter ficado tanto tempo no clube e titular foi um dos maiores absurdos que vi, pra não falar Loucas (oia) Fonseca. O cara manteve Diego Cerri ganhando 200 paus quanto tempo? O Bahia teve sorte de não ter caído em anos anteriores, pois a série B sempre esteve rondando. Não acho que o pior é ter acreditado nele, com padrinho falou, o pior é até hoje ele dizer que está tudo bem é que o caminho é esse. O cara não acertou com nenhum treinador que trouxe. O time precisando de reforço o cara traz Cirino pro ano que vem. Ramires já tem mais de 10 Jogos indo pro banco é não joga nem metade de um tempo de jogo. Causa-me até revolta a torcida ter elegido esse cara com 80% quando está claro que ele não tem a menor noção do que faz. Trouxe uma técnico Argentino no meio da temporada totalmente fora do perfil que o time necessitava. Ou seja, ter acreditado nele no princípio é até perdoavel, mas aclamar uma segunda gestão dele, mostra que essas democracias futebolísticas são tão verdadeiras quanto você votar num candidato de esquerda prometendo justiça social e esse rapaz ter 10 milhões no banco. O sabonete está no chão, você já pegou 10 vezes antes é o resultado foi doído (oia) aí o mesmo cara vem é diz, porra velho não tá considerando não? Pegue o sabonete ai! Então essa matemática é simples, vocês pegam (oia) é o fumo entra (oia).
    P. S. Futebol é jogado. O time precisa vencer o Flu e ver o que acontece. Então, está tudo em jogo ainda. Grêmio já foi e Cuiabá está sentindo a pressão.

1 Trackback / Pingback

  1. Fred será julgado pelo STJD e pode desfalcar o Fluminense contra o Bahia

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*