Carille aprova 2º tempo do Santos no empate com o Bahia: “Teve mais volume”

"Nosso primeiro tempo não foi legal, mas o segundo teve mais volume", disse.

Fábio Carille em Santos x Bahia (Foto: Fernanda Luz/AGIF)

O técnico Fábio Carille estreou no Santos com um empate sem gols diante do Esporte Clube Bahia na noite de ontem, na Vila Belmiro, em duelo da 20ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Após a partida, o treinador observou algumas coisas positivas. Ele admitiu que o Peixe não foi bem no primeiro tempo, mas fez um bom segundo tempo, com mais volume de jogo.

 

“Nosso primeiro tempo não foi legal, mas o segundo teve mais volume, jogamos no campo adversário. Eu tenho uma forma de jogar. Claro que é muito pouco, mas muitas coisas positivas aconteceram no segundo tempo, e com o dia a dia vamos melhorar”, afirmou, em entrevista coletiva após a partida.

A mudança na postura do Santos para o segundo se deu após uma movimentação tática envolvendo Gabriel Pirani. Para o técnico do Peixe, foi o necessário para que a equipe ficasse mais agressiva ofensivamente

“A única mudança foi trazer o Pirani para ser um amador, ele jogou muito enfiado com o Baptistão. O Pirani deu um passinho para trás, trabalhou mais perto do Camacho e do Sánchez, e conseguimos crescer na partida. É o que eu gosto. É do 4-2-3-1, e temos jogadores para fazer”, disse o comandante.

Carille também avaliou pontos positivos apresentados pelo time no decorrer da partida.

“Já houve entendimento de coberturas, de trocas de corredor, pedi bastante porque gosto. Aos poucos, temos jogadores para estrear, jogadores precisando melhorar fisicamente, Baptistão, Raniel, Marinho, vamos encorpando para achar o Santos ideal.”

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*