Ramon Menezes deixa o comando técnico do Vitória

O treinador comandou a equipe rubro-negra em 16 jogos, somando apenas três triunfos

Foto: Pietro Carpi / EC Vitória

Dois dias após a eliminação na Copa do Brasil, ao perder para o Grêmio por 1 a 0 em Porto Alegre, o Esporte Clube Vitória acertou nesta quinta-feira o desligamento do técnico Ramon Menezes, que foi anunciado no início de junho para ocupar o lugar de Rodrigo Chagas. O treinador comandou a equipe rubro-negra em 16 jogos, somando apenas três triunfos, além de seis empates e cinco derrotas. Ele deixa o Leão na 15ª colocação na Série B, com 13 pontos. A informação foi divulgada inicialmente pelo site Galáticos Online e confirmada pelo Futebol Bahiano. O clube deve fazer o anúncio nas próximas horas.

 

Natural de Belo Horizonte (MG), Ramón Menezes Hubner foi revelado pelo Cruzeiro e teve uma rápida passagem pelo Bahia em 92 e 93. No ano seguinte foi parar no Vitória, onde teve grande destaque e acabou sendo negociado com o Bayer Leverkusen em 1995. Rodou por outros clubes e retornou ao Vitória em 2008 ficando até 2020, sendo tricampeão baiano e ajudando a equipe a chegar na final da Copa do Brasil pela primeira vez na história. Pelo desempenho com a camisa rubro-negra, ganhou o apelido de “Reizinho da Toca”. Nas duas passagem, conquistou quatro títulos baianos (1995, 2008, 2009 e 2010). Ao todo, foram 195 jogos pelo Rubro-Negro e 52 gols marcados.

Além do Leão, teve grande destaque também no Vasco da Gama. Defendeu ainda Atlético-MG, Fluminense, Tokyo Verdy do Japão, Botafogo, Al-Garrafa do Catar, Atlético-PR, Joinville, Caxias e se aposentou em 2013 na Cabofriense. Ele teve uma discreta passagem na Seleção Brasileira em 2001, marcando apenas um gol nas seis partidas que defendeu a camisa verde e amarela.

Após pendurar as chuteiras, Ramon iniciou como auxiliar técnico no Joinville no ano de 2013. Como treinador, acumula passagens por Anápolis, Guarani-MG, o próprio Joinville, Tombense, Vasco e CRB.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Vitória não perde para o Vasco há 4 anos; veja histórico de confrontos

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*