“Juazeirense eliminou dois clubes importantes no cenário nacional”, alerta lateral do Santos

"estamos prontos para fazer um bom jogo", disse o treinador.

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Ontem foi a vez do Esporte Clube Vitória a se aventurar contra o Grêmio pelo jogo de ida da Copa do Brasil. Fracassou, era esperado, fazendo uma péssima partida, a inofensiva equipe rubro-negra não foi páreo para os gaúchos que em pleno Estádio Manoel Barradas Carneiro aplicou 3 x 0, em um resultado praticamente que inviabiliza quase todas as chances do Leão no jogo de volta já que precisa vencer por 4 x 0 ou devolver os 3 x 0 para levar a decisão por pênaltis. Honestamente, ainda com toda imprevisibilidade do futebol o assunto já está encerrado e fatura liquidada com baixa no cartório de protesto.

 

Nesta quarta-feira teremos jornada dupla dos baianos em ação na mesma competição, porém, ás expectativas são as piores possíveis. O Bahia que vem de uma sequência de três derrotas no Brasileiro recebendo 9 gols sem fazer nenhum, enfrenta o Clube Atlético Mineiro. Diante das últimas apresentações do tricolor de aço, o torcedor tricolor está até aceitando uma derrota por um placar de possível reversão no jogo de volta como resultado positivo.

Antes disso, às 19h15, na Vila Belmiro, em São Paulo, a Juazeirense encara o Santos Futebol Clube. O time baiano já está no lucro quando alcançou metas antes não imaginadas. Superou o Sport e Volta Redonda com duas viradas dramáticas, derrubou o já caído Cruzeiro nos pênaltis e hoje à noite tentará mais uma façanha contra o Peixe comandado pelo técnico Fernando Diniz. Porém, com qualquer resultado o time de Juazeiro já é um vencedor pelas suas conhecidas limitações e o curto alcance financeiro para bancar um elenco capaz de pensar em voo mais alto numa competição deste porte, notadamente para um clube inserido no Campeonato Brasileiro da Série D, aliás, onde é líder do Grupo 4 com tranquilidade.

A propósito ainda sobre o jogo da Juazeirense contra o Santos, a meta do time paulista é abrir vantagem logo do jogo desta noite segundo o lateral Madson.

“A equipe vem criando bastante nos últimos jogos. Infelizmente, na hora da conclusão da jogada não estando sendo felizes. Está faltando um pouco mais de calma e tranquilidade ali, mas eu estaria mais preocupado se a equipe não estivesse criando. O Diniz está trabalhando intensamente a finalização e também a infiltração para quando encararmos as equipes que jogam mais fechadas. Estamos trabalhando muito forte e acredito que, com um pouco de capricho, os gols vão começar a sair e vamos transformar esse volume de jogo em vitórias” afirmou jogador que passou pelo Bahia em entrevista ao site oficial do time paulista.

Caso consiga a vitória pelo placar mínimo na Vila Belmiro, o Santos ficará com a classificação para as quartas de final apenas com um empate no duelo de volta, que acontece no próximo dia 5, às 19h15, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. Madson fez um alerta e lembrou que a Juazeirense eliminou dois clubes importantes no cenário nacional.

“Já tive a oportunidade de vencer a Copa do Brasil uma vez, com o Athletico em 2019, então sei o gosto bom que é conquistar essa taça e a importância que isso teve na minha carreira. Vamos iniciar a caminhada nas oitavas contra a qualificada equipe da Juazeirense, que eliminou dois clubes importantes no cenário nacional, que são Sport e Cruzeiro. Mas trabalhamos bem e estamos prontos para fazer um bom jogo, e quem sabe levar uma vantagem importante para a volta”, concluiu Madson.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Bahia enfrentará o Atlético-MG no Joia da Princesa de "casa nova":

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*