Zagueiro do Bahia não joga a toalha na Sul-Americana: “Temos chance”

Bahia precisa de uma combinação difícil para se classificar

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Com um gol contra sofrido após trapalhada entre Douglas e Thonny Anderson, o Esporte Clube Bahia acabou perdendo para o Independiente por 1 a 0 no Estádio Libertadores de América, em Buenos Aires, pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. O time tricolor até fez um jogo jogo, chegou a dominar nos primeiros 25 minutos do segundo tempo e criando oportunidades, mas não soube aproveitar. Titular na partida, o zagueiro Juninho destacou que o Bahia levou o gol em um detalhe.

 

“Era um jogo onde não podíamos sair derrotados. Em um detalhe levamos o gol, fazíamos um bom jogo. Primeiro tempo eles tiveram posse, mais ações. Mas tomamos o gol quando estávamos melhor. Temos que rever o que temos que arrumar para conseguir os triunfos”, disse o zagueiro à Conmebol TV.

Com a derrota, o Bahia caiu para o segundo lugar no Grupo B com 8 pontos, enquanto o Independiente assumiu a liderança com 11 pontos, restando uma rodada para terminar a primeira fase. Com isso, o Esquadrão precisa de uma combinação difícil para conseguir a classificação. Precisa vencer o Montevideo City Torque em Pituaçu e torcer para o Independiente perder para o lanterna Guabirá em plena Argentina. Juninho, porém, não jogou a toalha.

“Não posso dizer (que ficou) complicado porque temos chance. É levantar a cabeça que terça tem o próximo jogo”, concluiu.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*