Bellintani projeta até 7 reforços e aponta carências do elenco do Bahia

Bahia está no mercado em busca de reforços para o time principal

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia ainda não anunciou nenhum reforço para o time principal, porém, o presidente Guilherme Bellintani em entrevista nesta quarta-feira no Sócio Digital ao lado do vice-presidente Vitor Ferraz para detalhar o planejamento para temporada 2021, projetou sete contratações para o primeiro semestre e apontou as carências do elenco. Segundo o mandatário, as prioridades são: um goleiro para o lugar de Anderson, um zagueiro para a vaga de Ernando, dois ou três volantes para suprirem as saídas de Ronaldo e Gregore, e um ou dois atacantes de beirada – vale lembrar que no final do ano passado o time perdeu o atacante Élber para o futebol japonês e Fessin retornou ao Corinthians após fim do empréstimo. Um volante perto de ser anunciado é Pablo, que se destacou pelo Vila Nova.

 

“É obvio que precisamos de 1 goleiro. Sofremos com falta de goleiro na reta final. Precisamos de 1 zagueiro para a vaga de Ernando. Precisamos pelo menos de 2 volantes para substituir Gregore e Ronaldo. E precisamos de 1 ou 2 atacantes de beirada, porque é um setor que estamos visivelmente carentes. Em síntese, no curto prazo é isso. Pode chegar um terceiro volante, sim, porque foi com três volantes que encaixamos no fim da temporada. Outras contratações só vão acontecer quando algum daqui sair ou perto do Campeonato Brasileiro, a depender do desempenho do time de transição e como a gente estiver nas competições de primeiro semestre”.

Bellintani falou sobre o que espera do time para a temporada 2021. “A gente conseguiu ser um time mais protegido, mas soubemos jogar com a bola nos pés com qualidade. Um dos principais problemas de 2020 foi tentar ser um time mais propositivo e perdemos intensidade. Perdemos jogadores que tinham um jogo mais intenso, de corpo a corpo, e não deu resultado. Para 2021, queremos um equilíbrio maior. Não é só reativo. Mas que não seja pouco intenso. Eu diria que nem um time que seja só reativo e nem só técnico, como a gente tentou em 2020. O caminho é um time mais equilibrado, que consiga colocar a bola no chão e consiga ser mais protegido como fomos no fim do Campeonato Brasileiro”.

“A gente passa por um grupo (de dirigentes) um pouco maior, que vem discutindo desde o fim do Brasileiro. Eu diria que 2021 seja o ano que a gente tenha mais mudanças em relação aos anos anteriores, porque não tivemos os resultados esperados em 2020. E qualquer mudança na estrutura do departamento de futebol, é preciso mudar elenco. E a mudança já começou, não renovando com nenhum dos jogadores que tinha contrato para expirar. Alguns jogadores que têm contrato podem sair. Deve haver mais saídas em relação aos jogadores que se reapresentaram”.

Vale lembrar que seis jogadores deixaram o Esporte Clube Bahia ao término do Campeonato Brasileiro após o encerramento do contrato. O goleiro Anderson, o lateral Zeca (emprestado pelo Inter), o zagueiro Ernando, os volantes Ronaldo (emprestado pelo Flamengo) e Elton, e o atacante Fessin (emprestado pelo Corinthians). Além disso, o volante Gregore foi negociado com clube dos Estados Unidos. Por outro lado, o zagueiro Wanderson retorna do empréstimo ao Fortaleza, mas tem futuro incerto.

 

Comentários:

6 Comentário

  1. como pode ter deixado escapar mendonza seu merda, ceara se reforçando melhor que nos nunca vamos ganhar uma partida contra eles, ja estamos a muito tempo na serie a e eles subiu agora e estão fazendo mais bonito que nos, se vacilar os caras vao ate pra final da sula, voces tao afundando o Bahia.

  2. Que não saia Gilberto seu Mijão
    Vc não entende nada de futebol ⚽️, só fala e faz besteira.
    Desde qdo campeonato baiano e do Nordeste serve de parâmetro para alguma coisa
    Seu diretor é o que montou o time medíocre do Sport?????
    Vc pensando futebol fede !!!!

  3. Ouvir com muita atenção, porém, com muito nojo a fala do filósofo e Presidente do Bahia, Guilherme Bellitani na coletiva de ontem, concedida a toda a Imprensa baiana.
    Muito blá blá… Lembra muito, o personagem da Escolinha do Professor Raimundo. Fala muito!!
    Más no fundo o torcedor não entende bulufas de nada. É um discurso eminentemente político e evasivo, onde os fatos não ficam claros, muito obscuridade.
    Na hora de reforçar o time, usa sempre o discurso da redução de receita e a dificuldade em contratar bons jogadores.
    É o tempo todo se queixando do caixa e da pandemia como a causa ou o motivo maior. Más não enfatiza as vendas de jogadores, por sinal, vendas com valores significativas. Faltou algum jornalista perguntar sobre a possível venda do Fazendão.
    Pergunto, a pandemia só prejudicou o Bahia? Na verdade para o Presidente do Bahia, o copo vai está sempre vazio, pois, mesmo nos momentos de pompa financeiro, como 2019, ainda assim se queixava.
    Em seu discurso, fica evidenciado a falta de reconhecimento do fracasso que foi o time em campo mesmo tendo a segunda pior defesa mais vazada da temporada. Tanto assim que pretende contratar um único zagueiro, justamente tendo a defesa mais vazada da Serie A.
    Podemos colocar as barbas de molho, Bellitani foi enfático ao dizer que não teremos contratações de jogadores de ponta, deixando a entender que serão contratações modestas de jogadores baratos, jovens e promissores, porque não dizer, contratações tentadoras,
    Ou seja, a temporada que se inicia para o Esporte Clube Bahia, deverá ser tão sofrida quanto a que acabou de se encerrar.
    Aliás já podemos observar no campeonato baiano com o famigerado time de transição que em 3 jogos já sofreu duas derrotas, já é o quinto colocado do seu grupo.
    Que time ruim? A defesa lembra a do time principal nas 33 rodadas que disputou no brasileiro, onde tomava gols em série.
    já é o quinto colocado, portanto, não será novidade, se não conseguir a classificação as oitavas de final.
    Ah, quem diga que que campeonato baiano não importa para o torcedor e que é o time de transição que está jogando. Importa sim, pois é o Bahia que está em evidência. Time de transição ou time principal, é Bahia que entra em campo, é o nome que está em jogo e em evidência no cenário esportivo.
    E o campeonato baiano, só não será sentido e cobrado pela torcida se perder para um outro time, porém, se for para o rival, não tenho dúvidas que terá uma repercussão e cobrança do mesmo tamanho das competições anteriores.
    vamos em frente… Quem viver, verá torcedor tricolor.

  4. Vá se fuder com esse presidente abestalhado!
    Uma das defesas mais vazadas (a pior) do último brasileiro e o conversador só quer contratar um zagueiro? Tem que contratar 3 zagueiros. 2 já chegam na Cidade Tricolor com a camisa de titular.
    Leve Juninho bragueiro pra sua casa, mas bem longe do Bahia, presidente juvenil!
    Já é seu quarto ano de mandato e vc ainda não conhece futebol? Inadmissível!

  5. a terceira pior defesa do capeonat, paseme, só precisa de um zagueiro e um goleiro no setor defensivo, segundo o presidente! então vamos ter que aturar juninho capixaba e joão pedro! difícil, viu? mas pra quem tem que aguentar um presidente da república que quer exterminar o povo que ele diz servir, aguentr bellintani não é nada

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*