Ex-volante do Bahia cobra R$ 8,4 milhões do Corinthians na Justiça

O valor referente a parte do salário não pago, 13º, FGTS e indenização por assédio moral

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians

O volante Renê Júnior, com passagem pelo Bahia e que recentemente defendeu o Coritiba por empréstimo, teve o contrato encerrado com o Corinthians no final de 2020, porém, o jogador acionou o clube paulista na Justiça do Trabalho e cobra R$ 8,4 milhões, segundo informação da jornalista Gabriela Moreira, do portal GloboEsporte. O valor referente a parte do salário não pago, 13º, FGTS e indenização por assédio moral por ter sido colocado para treinar à parte do elenco alvinegro. Renê custou R$ 5 milhões em luvas, mas não vingou no Timão. Foram apenas nove jogos, um gol anotado e três lesões no joelho.

 

Natural do Rio de Janeiro (RJ), Renê dos Santos Junior tem 30 anos e deu os primeiros passos no futebol nas divisões de base do Estácio de Sá e do Madureira-RJ. Acumula passagens ainda por Figueirense, Democrata-GV, Salgueiro, Mogi Mirim, Ponte Preta até chegar aos Santos em 2013. No ano seguinte, foi contratado pelo Guangzhou Evergrande, da China, ficando no futebol chinês duas temporadas e retornando ao Brasil em 2016 para defender a Ponte Preta.

Em setembro de 2016, foi emprestado ao Bahia, onde se destacou, porém, no ano seguinte. Após atuar 9 vezes em 2016, ele se firmou como titular em 2017, entrando em campo 48 vezes e marcando 5 gols. Chamou a atenção do Corinthians que o contratou, no entanto, no Timão conviveu com as lesões e só atuou 13 vezes em duas temporadas (2018-2019) e marcou um gol. Foi emprestado ao Coritiba, onde disputou apenas dez jogos, três deles pela Série A.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*