Atacante de 20 anos acerta com o Bahia após deixar o Botafogo-SP

Dodô se despediu do Botafogo-SP nos últimos dias e acertou com o Bahia

Foto: Raul Ramos/Divulgação/Agência Botafogo

Após deixar o Botafogo-SP, que acabou rebaixado no Campeonato Brasileiro da Série B, o atacante Dodô, de 20 anos, é o novo reforço do Esporte Clube Bahia para compor o time de transição que disputa o Campeonato Baiano. A informação foi divulgada pelo radialista Reinaldo Oliveira, da Rádio Transamérica. O jovem atleta acumula passagens pelas divisões de base do Batatais e do Comercial, e chegou ao time de Ribeirão Preto aos 18 anos e recebeu as primeiras oportunidades no time principal na Série B de 2019. Na Série B 2020, ele disputou seis jogos e não balançou a rede. Nos últimos dias, Dodô se despediu do Botafogo-SP nas redes sociais.

 

“Cheguei ao clube com 18 anos e aqui tive minha primeira experiência profissional, foram três anos de muito aprendizado, alegrias e muitas amizades que levarei para o resto da vida. Agradeço a todos os profissionais, colegas e a torcida maravilhosa que sempre apoiou o time em todos os momentos, agradeço a instituição Botafogo S/A por ter me dado a oportunidade de realizar o meu sonho, hoje me despeço do clube com o sentimento de gratidão e desejando muito sucesso para que continue sendo este gigante”, escreveu o atacante.

Com passagens pelas categorias de formação de Batatais e Comercial, Dodô chegou ao Botafogo-SP em 2018, e inicialmente disputou competições de base, marcando dez gols. Foi promovido ao elenco principal em 2019 e virou titular do Bota na Série B daquele ano, quando fez sete jogos e balançou a rede uma vez. Em 17 de outubro daquele ano, sofreu uma contusão no ligamento cruzado anterior do joelho direito e passou por uma cirurgia. Quando as atividades foram retomadas, ele sofreu com novas dores no joelho e precisou passar por uma artroscopia. No seu retorno, fez apenas seis jogos na Série B 2020 e mais quatro pela equipe que participou da Copa Paulista.

Comentários:

2 Comentário

  1. O Bahia mantém a politica adotada nesta gestão fracassada em campo de Guilherme Bellitani.
    Contrata dezenas de jogadores sub_20 dizendo que é para o time de transição, quando na verdade, o que temos visto nos últimos anos é o aproveitamento da maioria no time principal, mesmo sem mostrar um grande futebol para jogar num time grande.
    O viés desta política, tem um único objetivo as vendas sucessivas de jogadores, e o enfraquecimento do time principal com contratações de jogadores em fim de carreira com contratos longos e desnecessários e o aproveitamento de alguns jogadores vindos para o sub20, com disfarce para o time principal que na sua maioria só servem para campeonato baiano, já que, este campeonato possui um nível técnico abaixo de muitos times de série D.
    Provavelmente, o Presidente deve está planejando o time para a disputa da série B, que se confirmar a queda, perderá uma bagatela de quase $100 milhões.
    O que seria melhor, ter investido alguns milhões no segundo semestre, já que teve tempo hábil e suficiente para isso ou ser rebaixado e perder uma receita deste tamanho?
    Como diz o ditado: E agora José…

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*