E.C. Bahia: A Lei de Gérson não colou dessa vez – por Erick Cerqueira

"Que pena, que um jogão de 7 gols e duas viradas, fique marcado por duas acusações, SEM PROVAS"

“Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro? Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também, leve Vila Rica!”.

 

Como essa frase Gérson, o cérebro da Seleção de 70, encerrava um comercial de cigarros e involuntariamente associava seu nome, de forma pejorativa, à malandragem. Nascia a Lei de Gérson, ou mania de querer levar vantagem em tudo, sem se preocupar com questões éticas.  

O  “Canhotinha de Ouro” começou sua carreira como meio-campista no Flamengo, no final dos anos 50 e é duplamente famoso pelo futebol e pela lei. Hoje, uma nova Lei de Gérson, nascida também no Flamengo, tomou conta do noticiário esportivo. 

Quando Gerson virou revoltado para encarar Ramirez, alegando ter ouvido “Cala boca, seu negro”, a revolta de ver um jogador do Bahia, o clube mais anti-racista do país, envolvido em caso de racismo pra mim, foi maior que a razão. E como escrevo sempre meus textos “no calor do final do jogo”, acabei errando no julgamento que fiz a Ramirez, condenando ele de pronto, confiando na voz da vítima. Errei (mas não errei só).

O que aconteceu depois foi um espetáculo de três grandes grupos. Os que como eu, revoltaram-se com a acusação, os que partiram para a defesa de forma equivocada do jogador e os que queriam esperar as investigações para opinar (que inveja desses). E quem mais acertou foram justamente os mais acusados de estarem errados: Bellintani e o Bahia. 

A verdade é que o Gerson não conseguiu provar a ofensa (até o momento e que escrevo esse texto). Nenhuma câmera, microfone, ou colega dele, captou a injúria racial. Mas a imprensa comprou a narrativa dele, a CBF saiu em apoio ao Flamengo (novidade) e todos execraram Ramirez. Sem as provas, tentaram inventar a injúria racial, dessa vez, com Bruno Henrique, mas o tiro saiu pela culatra. O que encontraram, foi uma ofensa xenofóbica do jogador flamenguista, em bom português, chamando o Índio de “Gringo de Merda”.

Do lado dos defensores inveterados, o erro foi tentar mudar o foco da questão. Fotos de Ramirez com amigos negros circulavam nas redes (tipo: não sou racista tenho amigo preto), de Gerson xingando jogador nordestino e até abaixo-assinado no Avaaz pela reintegração de Ramirez ao elenco. 

Quem acertou mesmo foi Bellintani (e escrever isso vai me custar alguns xingamentos). O Bahia é o clube que ganhou destaque internacional no combate ao racismo. Não poderia se omitir diante de uma denúncia tão grave. Afastou o jogador para investigação, protegendo a imagem do Clube, e obviamente, a do próprio jogador também. Ligou para Gerson e prestou solidariedade pelo que ele ouviu (ou acha que ouviu). Prestou assistência psicológica a Ramirez e acionou seu departamento jurídico. Contratou um perito que desmascarou a segunda tentativa flamenguista de acusar o jogador. E pronto. Como escrevi nos whatsapps da vida, sou do marketing e da gestão esportiva, e não posso pensar somente com minha cabeça de Torcedor, numa hora dessas.

Agora, cabe ao Bahia, abrir uma ação contra a xenofobia de Bruno Henrique, ao qual, o Vice Presidente do Flamengo que estava todo cheio de razão sobre a condenação de Ramirez, agora já fala que o Bahia quer inverter as coisas. Tentou até dar desculpa e dizer que chamar de Gringo é normal. Atitude de um dirigente canalha.

É lamentável que um jogador como Gerson faça o que fez. Ele QUASE deslegitimou todo um trabalho de anos, feito pelo Bahia contra o preconceito. Acusou, sem provas, um jovem colega de profissão de ter dito algo que nem faz parte do vocabulário da língua dele. O Flamengo tentou aplicar a Lei de Gerson, quando viu que não havia nada no primeiro caso e tentou desviar a atenção pra Bruno Henrique. É lamentável que algo tão sério, que levou a ameaças a família de um jogador promissor, seja feito dessa forma tão irresponsável. E ainda mais com toda a mídia que sempre esteve a favor dos cariocas. 

A Lei de Gérson, não rolou dessa vez. Que pena, que um jogão de 7 gols e duas viradas, fique marcado por duas acusações, SEM PROVAS, de racismo. A verdade vai superar a malandragem carioca e o Gerson não vai levar vantagem alguma dessa vez.

Por Erick Cerqueira

Torcedor do Bahia, publicitário e pós graduado em gestão esportiva

Comentários:

51 Comentário

  1. Alguma coisa rolou no vestiário que Rogério Sene não concordou ficou neutro alguém mandou aquele babaca fazer aquilo tanto que o vide presidente foi na delegação com eli eu nunca vi iço

  2. Vc falou certo querer humilhar o adversário foi o que Bruno Henrique quiz fazer ao chamar Ramirez de “gringo de merda” mais como vcs flamenguista se acham superioires
    Só poderia ter um pensamento pequeno como dos seus jogadores que se acham tem superiores.

    • Fico muito orgulho por essa reportagem aqui na Bahia e composta por negros decentes de escravos muitos são torcedor Tricolor que ama Esse Clubes de Coração ❤️💙 e fico orgulhoso pela atitude do presidente do Esportes Clubes Bahia que sob agir Juridicamente afastando todos os os atletas dessa armadilhas de um time que se achar sem Deus,pois meu Bahia também e grande e tem uma torcida grande que não acredita na menos Verdade de um time que não aguenta perder e importada pela mídia para ser Campeã Brasileiro,pois digo Flamenguinho aqui se faz aqui se paga.

  3. Biao Fla! Ser nordestino ou baiano e torcer por sulistas é digno de pena! Mas vi que vc ” bilao” Fla é um cornífero desclassificado, um torcedor galináceo, sem estrela, desprovido de títulos ou honra! Quanto ao glorioso no campeão brasileiro! O primeiro campeão, resta processar Gerson Pinóquio, o boneco da era do gelo” Fumo Henrique” e o Flamídia, flamerda ou flabosta, filhote de cruz credo com Deus me livre da globosta!! O resto é mimimi de assassino de crianças no ninho! Pagará a Deus tudo que deve!

  4. Alo Gerson.ajude as famílias da chacina do ninho do urubu passaram o natal sem seus filhos.um pouco que você der não vai fazer falta ajude as famílias dos policiais negros mortos pelo tráfico.suba as favelas e ajude as crianças negras que não tem lazer nem educação
    Para de blá blá.

  5. Jogadores brasileiros otários, mal sabem falar português, ouvem qualquer coisa em outro idioma já saem acusando de racismo! Tinha que ter uma reparação aí do jogador acusado injustamente. Processo nestes canalhas.

  6. Vc tem que prova oq fala Gerson e malandro mesmo e Bruno Henrique tem que ser processado juntamente com a bosta do flamengo não pode admitir coisas desse tipo que o Flamengo fez a verdade apareceu pois nada em oculto que não seja revelado presidente tricolor nós queremos uma resposta imediata o então vc vai sair da presidência do Bahia

  7. Eu sou Bahia independente de qualquer coisa e em qualquer situação, sou contra o racismo vc os racistas, mas nesse caso, mesmo que houvesse a ação do Ramirez não vi nada de mais, o flamidia estava querendo aparecer somente com essa bandeira.

  8. Se o presidente do Bahia não abrir um processo contra o Flamerda contra o Gerson e contra o Bruno, todos os torcedores deverão pedir a saída imediata do presidente, uma das cláusulas mais importante de assumir uma presidencia de um clube é zelar pela honra e patrimônio do cliente, e o Bahia precisa limpar a própria imagem ou retirar imediatamente o presidente atual do clube.
    Lembre-se que Flamengo e Fluminense se uniu e destruiu o time da Portuguesa. Todos recordao da roubalheira para liberar os cariocas do rebaixamento.

  9. O mas interessante que tinham 22 jogadores em campo, um trio de arbitragem, um quarto árbitro, um delegado da federação, um trio do VAR que vê até uma unha do jogador na frente do outro com toda tecnologia só 1 jogador do time que estava perdendo no exato momento a partida ouviu tal palavra racial, moral da história, terra de nervos o técnico muda errado o time vira o jogo. O BAHiA sempre lutou contra o preconceito de qual quer espécie tanto que várias campanhas o tricolor posta em suas camisas, deveria o próprio Bahia entrar com um processo por calúnia e difamação contra o jogador e o advogado do time todo poderoso para alguns.

  10. Oh meu kro quem estava puto da vida era o Sr Gerson mímimi.nao estava aguentando o Ramirez fazer a festa encima dele e outra o Bahia ganhava o jogo até o momento viuu

    • Não sabe nem quanto tava o jogo. Deve ter visto os melhores momentos. Quer dizer q o Mano Chamou ele de malandro pq o Flamengo estava perdendo o jogo e fazendo cera?

  11. É inacreditável um cidadão escrever uma meda dessa.quer dizer que o jogador Gerson mentiu né? Ainda falar que quis prejudicar o Bahia, um time desse praticamente rebaixado.ou seu idiota a coisa é muito mais grave do que vc fala. Querer humilhar a outra pessoa no sentido de desmerecer a cor é mimimi? Vc é um vagabundo isso sim.

    • ESSE GRINGO SAFADO FALOU SIM..EU TENHO ESSE LEITURA LABIAL…ELE FALA A PALAVRA NEGRO SIM.. SÓ QUE NO IDIOMA DELE…eu fácil defender esse babaca..só quem foi vítima é quem sabe a dor. Racismo no Bahia existe sim.

    • Aquele corno mentiu mesmo e todos sabem disso. Tava perdendo o jogo e tumultuou pra arrumar uma ajudinha da arbitragem. Vc é cego ou tá com o olho no cu?

  12. Infelismente temos que conviver com coisas desse tipo simplesmente por sermos nordestinos e a mídia nojenta não apura . Os os fatos antes de divulgar. lamentavel.prejudicar um profissional.

  13. Vc está fazendo com Gerson o que o acusa de ter feito com Ramires! Vc o está acusando sem provas! Cadê o áudio e câmeras que provam que ele mentiu? Pelo jeito, só duas pessoas saberão o que ocorreu: uma é um jovem colombiano branco que foi bastante provocado e estava P da vida; a outra é o Gerson, que pode ser um mala com a bola no pé, mas é leal e tímido, dificilmente toma amarelo ou dar entrevistas.

  14. É lamentável que um jogador como Gerson faça o que fez? Acusou sem provas? Se alguém me injuriar racialmente eu vou acusar, mesmo sem ter certeza de existência de provas. E se houvesse uma câmera focada no Ramires? Ou o áudio? Será que a sua opinião seria a mesma? Com base em que vc garante que Ramires não disse a injúria?

  15. O Bahia tem um Paulista, que deve torcer por um time lá da terra dele, como presidente.
    Figura inexpressiva, é um arrivista que quer tornar-se nacionalmente conhecido às custas dessa demagogia chula, inventada pelo partido do pai dele.
    É ilegítimamente eleito por robôs, cujo número de votos não totalizou sequer 1/3 dos sócios.
    Logo, sua eleição é nula.
    É mais ainda. Vai se constituindo em pioa que os Guimarães. Alheia 80.000 metrô de terra valorisadissimos, em Itinda e aproveita uma fazenda imprestável no Pólo Petroquímico, tapando com o eufemismo de cidade tricolor.
    É pior que os Guimarães.

    Merece Impeachment por tudo que tem feito.

  16. Erik
    Vc também está já querendo aparecer demais com seu marketing.
    Se liga
    Nós somos Bahia e belitane virou flamenguista, tem q se pedir o ipitmam dele da presidência do Bahia

    • Excelente articulista, mas a defesa do Bellintani estragou tudo. Ele se sensibiliza com a minoria negra (eu também, que sou mulato) mas despreza seu jogador, que é minoria e a família dele, que foi ameaçada. A decepção de Bellintani é que não foi verdade. Como político ele se saiu bem.

      • Sou torcedor do Vitória e desde o primeiro momento estive do lado do Ramires, não que eu seja racista, não sou mesmo! Mas, por eu ter o mesmo entendimento que o Agnaldo Timóteo divulgou em vídeo que circula na internet, porém discordo do Sr. jornalista da afirmação de que o ECB é o “clube mais antiracista do país”, talvez o Sr. devesse usar a expressão “um dos mais antiracista do país”, dessa forma ficaria menos evidente a sua condição de fanático torcedor e mais imparcial. Lembrando que o grito de guerra do meu time é NÊÊÊGOOOO!

  17. Não entendo, negro é a côr Real dele se fosse chamado de branquelo ou branco seria racista certo.minha irmã diria com certeza Negro(a) COM MUITO ORGULHO

    Ccdgi

  18. Se olharem texto nesse mesmo cana sendo em outras reportagens iram ver que sempre disse que aí tinha coisa errada somos os mas perseguidos por atos racistas devido sermos do nordeste e essa globo se tivesse realmente acontecido seria a primeira a colocar em todas as mídias de programação esportivas e jornalismo as imagens ou vídeos do Ramires falando tal coisa.
    Cabe agora o Bahia ter a fineza de ir além e proporcionar uma reviravolta nesse caso Ramires esta sento vítima isso sim.
    Tirar o foco dos meninos mortos no ninho do urubu é fácil difícil é cumprir com a lei de ver que tem de indenização aos familiares das crianças vitimadas

  19. Parabéns pela abordagem que faz, infelizmente os dirigentes do Flamidia tentaram tirar o foco dis processos indenizatórios que ocorre contra o mesmo, gracas a Deus toda verdade veio a tona, o Bahia precisa processar o Flamidia e os jogadores envolvidos, o problema de tudo que essa situação enfraquece a causa contra o racismo, lamentável a atitude de Gerson pois o racista foi ele e Bruno Henrique.

  20. Eu já vi clubista, mas vc passou de todos os limites!!!! Então o Gérson agora é criança? Ficou transtornado em campo de sacanagem? Malandragem, como foi acusado? Ou qualquer outro argumento de clubistas, como vc conseguem ainda ter? A prova é o próprio jogador e a reação do mesmo. Igual a TODOS os que sofreram tais atitudes infelizes. Sou negro e odeio mimimi. Já sofri racismo, sim. Injúria, não. Mas escrever textão tentando desqualificar a vítima??? Olha, vc é inescrupuloso e clubista, mas tem coragem.

    • Amigo, ” A prova é o próprio jogador ” não existe no Direito, aliás, na Polícia ele tem que mostrar as provas para que o delegado possa fazer a denúncia ao Ministério Público. Também sou negro, mas a defesa do Flamengo é imoral, o nome do Caso é o jogador Gerson, estão querendo utilizar outro, que, inclusive, já foi descaracterizado é,se assumir, pode ser denunciado pelo atleta Ramirez.
      Minha preocupação é com a causa do Racismo é da Xenofobia, por conta de um celebrado, rico, pode prejudicar toda uma luta dos.negros é nordestino. Clubismo uma nova!!
      Agora tem que ir até o fim é mostrar a verdade!!

  21. Os que logo ficaram contra o Ramires o acusando sem ter prova alguma amigo, deveriam ter a hombridade de vir a público pedir perdão como foi o seu caso e do presidente do Bahia, o que vejo neste artigo é mais uma tentativa de exaltar o belintani, você não colocou qual punição o Gerson deverá arcar, pois mentiu e ainda mente tentando acabar com a carreira do Ramires e por tabela com o Bahia também.

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. E.C. Bahia - Marketing, branding, football e as fuleragens que ouço
  2. Uma nova Lei de Gérson, nascida no Flamengo, tomou conta do noticiário esportivo. Por Erick Cerqueira | Ponto E
  3. Uma nova Lei de Gérson, nascida no Flamengo, tomou conta do noticiário esportivo. Por Erick Cerqueira | Poliarquia >
  4. Uma nova Lei de Gérson, nascida no Flamengo, tomou conta do noticiário esportivo. Por Erick Cerqueira -

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*