Árbitro relata acusação de Gerson a Ramírez; STJD vai investigar o caso

A procuradoria do STJD vai analisar as imagens do episódio

Por meio de nota, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se pronunciou sobre a denúncia de racismo do volante Gerson ao meia Juan Ramírez no jogo deste domingo entre Flamengo e Bahia no Estádio do Maracanã. O jogador do time carioca alega ter ouvido do colombiano: “cala a boca, negro”. A CBF afirmou que solicitará à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) uma investigação sobre a acusação. A procuradoria do STJD vai analisar as imagens do episódio, e também ouvir testemunhos. Ou seja, podem haver pedidos de ouvir os atletas no tribunal.

 

“A CBF está solicitando à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva a abertura imediata de uma investigação sobre a denúncia de racismo feita pelo jogador Gerson Santos, do Clube de Regatas do Flamengo, na partida deste domingo (20/12) diante do Esporte Clube Bahia, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. A entidade encaminhará ao STJD a súmula da partida, na qual consta o relato da denúncia feita pelo atleta. A CBF reitera seu profundo repúdio ao racismo”, diz o comunicado.

O árbitro Flávio Rodrigues escreveu na súmula que nem ele, nem nenhum integrante da equipe de arbitragem testemunhou o ato, portanto, relatou apenas que houve a acusação. Ele afirma: “aos 7 minutos do segundo tempo houve um conflito entre os jogadores sr. gerson santos da silva, de numero 8 da equipe do flamengo e do atleta da equipe do bahia de numero 15 sr. juan pablo ramirez velasquez, onde o jogador do flamengo alega ter sido chamado de “negro” por seu adversário mencionado. informo que este suposto ato não foi percebido por nenhum membro da equipe de arbitragem no campo de jogo.”

O Código Brasileiro de Justiça Desportiva prevê punição por atos discriminatórios. Pelo artigo 243-G, há uma previsão de suspensão por cinco a dez partidas em caso de atletas. Durante o bate-boca em campo, Gerson chegou a discutir com o técnico do Bahia, Mano Menezes, que chamou de “malandragem” a acusação de racismo feita pelo flamenguista contra Ramírez. Após a partida, o Bahia anunciou a demissão de Mano e comunicou que vai se pronunciar sobre o jogador após a apuração do ocorrido.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*