Atraso de salários: “A gente não aguenta mais”, desabafa zagueiro do Atlético-BA

Emerson foi contratado pelo Atlético no mês passado

Foto: Luciana Flores

O Atlético de Alagoinhas faz uma campanha brilhante no Campeonato Brasileiro da Série D. São 4 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, ocupando a terceira colocação com os mesmos 14 pontos do vice-líder Brasiliense. No entanto, o clube atravessa um momento complicado financeiramente, com atraso de salários no elenco. Recentemente, perdeu o técnico Agnaldo Liz, além de alguns jogadores que rescindiram contrato, ficando apenas 18 no elenco. Atualmente, vem sendo comandado pelo auxiliar-técnico Zé Carijé. Contratado no mês passado, o zagueiro Emerson falou sobre a situação e fez um desabafo em conversa com colaboradores do Carcará.

 

“Ninguém veio para passear, muito menos para fazer turismo. Nós estamos trabalhando dignamente e somos dignos do nosso salário. Só que infelizmente estamos vivendo uma situação que está insustentável. A gente não aguenta mais. O presidente está correndo, mas não está tendo retorno, o dinheiro não chegou, não temos dinheiro”, desabafou o jogador em vídeo gravado.

“Infelizmente o nosso presidente é um cara que nós temos todas as informações positivas. Falei na frente dele, falo de novo e repito que as informações a respeito dele são ótimas. Até porque, e eu estou falando por mim, eu vim para cá por falarem que ele é um cara correto, que nós não teríamos problema algum quanto a salário, e por esse motivo que eu vim. Estou sofrendo uma pressão psicológica pela minha esposa. A gente precisa manter as nossas coisas em casa e infelizmente não está tendo retorno. Embora a gente tente dentro de campo, a gente sabe que as coisas do lado de fora contribuem para que lá dentro elas deem certo”, destacou o zagueiro.

 

 

 

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*