Livre de punição: Vitória chega a acordo com Marcelo Chamusca

Vitória prometeu quitar a dívida de forma parcelada até fevereiro de 2021

O Esporte Clube Vitória finalmente chegou a um acordo com o técnico Marcelo Chamusca, que comandou o Leão no início de 2019, sendo demitido em março. O treinador, hoje treinando o Cuiabá, cobra uma dívida no valor de R$ 150 mil, que corresponde aos direitos de imagem. Por conta dessa dívida, o clube corria o risco de ficar proibido de registrar novos atletas pelo período de seis meses e tinha até a última segunda-feira (19) para resolver o problema. O acordo ocorreu com sucesso e o Vitória se livrou da punição, prometendo pagar os R$ 150 mil parcelado até fevereiro de 2021.

 

Quando demitiu Chamusca, em março de 2019, o Vitória acertou que pagaria a dívida de forma parcelada, mas não o fez. De acordo com o portal Correio, o caso chegou à Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), órgão da CBF que determinou o prazo final para o clube comprovar o pagamento na última segunda-feira (19).

Marcelo Chamusca treinou o Vitória em 2019, mas não ficou muito tempo. Apenas 14 jogos e com um aproveitamento de 38%. Sob o comando do treinador, o Leão foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil e do Campeonato Baiano. Após deixar o Leão, passou pelo CRB antes de chegar ao Cuiabá, onde faz excelente trabalho. Ele também já treinou Fortaleza, Salgueiro, Atlético-GO, Sampaio Corrêa, Guarani, Paysandu, Ceará e Ponte Preta.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*