E.C Bahia: Jogo feio, atitudes feias, resultado justo – por Erick Cerqueira

"Agora é vencer o lanterna Goiás, numa sexta (coisa de time de série b)"

Bahia e Fluminense foi um jogo “feio, chato, sem graça, desagradável, desinteressante”, para usar as palavras do Tricolor Caetano Veloso. Um jogo desenhado pro 0x0, que quase conseguiu o intento, não fosse por um pênalti bem sinalizado pelo VAR. E vamos ao jogo.

 

Quando a partida começou a impressão que passava era que seria uma grande partida de futebol. Os dois times jogando buscando o resultado, correria, ímpeto, cruzamentos na área… mas isso só durou 10 minutos. Depois, amigo. Foi doloroso. O Bahia se fechou pra puxar contra-ataques que não eram concretizados. Erros de passes absurdos, Rossi errando cruzamentos e passes, Gilberto (como diz meu pai) tá dando pena. Daniel sumiu (cadê aquele jogador dos passes em profundidade, que achava os espaços na zaga, que chutava de fora da área). Clayson não foi tão miserável e Gregore e Elias faziam suas partidas ok. A zaga consistente, Capixaba numa tarde ruim e Ernando quase não passou do meio de campo. No geral o time foi muito mal. Pra nossa sorte, do outro lado tinha um time tão ruim quanto, porém, um pouco mais ousado que o Tricolor Baiano.

O Bahia não deu um chute na direção do gol o jogo inteiro. Gilberto deu um chute pra fora, Rossi isolou uma bola incrível e Saldanha cabeceou uma pra fora.  A estratégia de arrancar o empate ou vencer com um gol de contra-ataque não deu certo, por um detalhe,

Nenê arranca pela lateral esquerda e Gregore dá um tranco nele. A bola segue e no contra-ataque Saldanha se atrapalha, a bola volta e sai pra tiro de meta. O VAR chama o árbitro pra olhar o lance e ele muda o entendimento do que tinha visto, há menos de 5 metros. Pênalti, 1×0 pros caras e acabou o futebol. 

Daí pra frente foi só provocação de Mano ao árbitro, xingando ele e dizendo que ele não apitava mais. Foi feio. Pra piorar o zagueiro dos caras sobe com o cotovelo nas costas de Saldanha e o VAR não viu e nem chamou pra análise. Lucas tomou cartão por reclamação, desequilibrou o time todo que seguiu sem conseguir chutar entre os três paus.

Aí os gandulas começaram a demorar de repor a bola pro Bahia, numa coisa ridícula para um time como o Fluminense. Em um dos lances mais patéticos o próprio jogador do Bahia teve de pegar uma bola na lateral e chutar pra cobrança de um escanteio. Em outra oportunidade, numa falta pro Bahia, os gandulas jogaram mais duas bolas em campo. O juiz fingiu que não viu. Atitude de time medíocre e covarde. Lamentável.

No fim, venceu o time que conseguiu chutar mais de 1 bola em direção ao gol adversário. Placar justo, duro, feio mas necessário pra acordar essa equipe que segue devendo demais.

Bora Baêa Minha Porra!

Agora é vencer o lanterna Goiás, numa sexta (coisa de time de série b) e se afastar da zona de rebaixamento, de novo, pra voltar a sonhar com algo maior.

Mano, toma um rivotril, assiste o lance de novo, reflita na merda que fez e reze pra não ser suspenso. Acalma os ânimos porque você descontrolou a equipe também. Bellintani, cadê os reforços? A zona de rebaixamento não é lugar para esse time.

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Babia foi prejudicado pela arbitragem.
    Jogo foi feio e travado
    Precisamos apoiar nosso treinador que está querendo implantar espírito Guerreiro e vencedor no BAHIA
    Ficamos acomodadas no discurso almofadinha mi mi mi da Duretria.
    Meu apoio para Mano Menezes #BBMP

  2. Babia foi prejudicado pela arbitragem.
    Jogo foi feio e travado
    Precisamos apoiar nosso treinador que está querendo implantar espírito Guerreiro e vencedor no BAHIA
    Ficamos acomodadas no discurso almofadinha mi mi mi da Duretria.
    Meu apoio para Mano Menezes

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*