Presidente do Bahia nega dever salários a Roger e sai em defesa de Diego Cerri

"Ele deu uma grande barrigada, uma informação falsa", disparou

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia entra numa nova fase após levar de cinco do Flamengo e na sequência mandar embora o técnico Roger Machado, bastante desgastado com as eliminações na Copa do Brasil, ainda na primeira fase, e a perda da Copa do Nordeste, sofrendo duas derrotas para o Ceará mesmo atuando de casa. As derrotas e atrasos acabam de certo modo arranhando o casamento quase perfeito entre o clube e a torcida e a ideia vinda da imprensa do sul que o clube estava sendo administrado de forma irretocável com o presidente do clube recebendo reiterados elogios deste segmento que forma opinião. Um exemplo, é informação de um suposto atraso de salários do agora demitido técnico Roger Machado, levantado pelo prestigiado jornalista Jorge Nicola, da ESPN. Porém, o presidente nega e esclarece.

 

“Eu conversei com Nicola hoje. Ele tem meu telefone. O jornalista tem meu telefone, pode me perguntar uma assunto do clube e publica sem me perguntar ou perguntar ninguém do clube. Talvez seja matéria do primeiro semestre da faculdade de jornalismo. Tem que checar a informação. Ele deu uma grande barrigada, uma informação falsa, errada, como se o salário estivesse atrasado desde abril. Não é verdade, estão em dia”, disse Bellintani entrevista a Rádio Metrópole na manhã desta quinta-feira.

“Absolutamente em dia, com uma grande dificuldade. Não é fácil manter salário em dia hoje. Quem passou para ele, passou com objetivo de tumultuar. O que a gente suspendeu por cinco meses foram as imagens e divulgamos isso desde o começo da pandemia. Vamos pagar isso gradativamente aos jogadores e comissão técnica também. Suspendemos em comum acordo com os jogadores, como todos os clubes do Brasil fizeram”, acrescentou.

O presidente foi além, quando afirmou se existe algum culpado pela situação do é o próprio presidente, removendo de qualquer culpa o diretor Diego Cerri que vem sendo criticado por parte da torcida.

“Muita gente tenta encontrar culpados individuais. Se tem um culpado individual, esse grande culpado é o presidente. Não vou ficar colocando no colo de pessoas momentos e críticas, que são naturais, mas que podem ser permeadas por dificuldade do próprio momento e insatisfação com um monte de coisa”, afirmou Bellintani.

“Não quero dizer que que o trabalho de Diego Cerri é 100%, que ele é o cara perfeito e responsável por tudo de bom que acontece no Bahia. Jamais, também não quero colocar a culpa inteira de nada em ninguém. Quando a gente erra, a gente erra coletivamente. As decisões são todas debatidas amplamente”, disse.

Deixe seu comentário!

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*